app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Política

MP aperta investiga��o entre as previd�ncias

A dificuldade dos sistemas previdenciários próprios para se autossustentar financeiramente é uma das grandes preocupações de estados e do governo federal, mas não parece interessar muito aos municípios alagoanos. Medidas como as mudanças que restringem os

Por | Edição do dia 14/06/2015 - Matéria atualizada em 14/06/2015 às 00h00

A dificuldade dos sistemas previdenciários próprios para se autossustentar financeiramente é uma das grandes preocupações de estados e do governo federal, mas não parece interessar muito aos municípios alagoanos. Medidas como as mudanças que restringem os benefícios previdenciários, no âmbito federal, e o aumento da fiscalização a fraudes no Estado contrastam com as dezenas de prefeituras alagoanas suspeitas ou acusadas de desvios milionários das previdências municipais. Nos últimos meses, o Ministério Público Estadual (MP) abriu inquéritos civis públicos para apurar denúncias de irregularidades dessa natureza em três municípios – Boca da Mata, Jacuípe e Canapi – e ajuizou ações civis acusando prefeitos, ex-prefeitos, servidores e ex-funcionários de três cidades – São Luiz do Quitunde, Porto de Pedras e Viçosa. Só nos três últimos municípios citados, a soma do rombo nos cofres da previdência deve ultrapassar R$ 30 milhões, segundo estima o MP. Ao vultoso montante se juntam os R$ 24 milhões que levaram o órgão a deflagrar, juntamente com a polícia, uma operação no município de Carneiros, cujo prefeito e ex-prefeito são investigados.

Mais matérias
desta edição