app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Política

TJ quebra sigilo de Mellina Freitas

Investigada pelo Ministério Público Estadual (MP), como suspeita de comandar um esquema fraudulento que teria resultado no desvio de quase R$ 16 milhões da Prefeitura de Piranhas, a ex-prefeita e atualmente secretária de Estado da Cultura do governo Renan

Por | Edição do dia 08/07/2015 - Matéria atualizada em 08/07/2015 às 00h00

Investigada pelo Ministério Público Estadual (MP), como suspeita de comandar um esquema fraudulento que teria resultado no desvio de quase R$ 16 milhões da Prefeitura de Piranhas, a ex-prefeita e atualmente secretária de Estado da Cultura do governo Renan Filho (PMDB), Mellina Freitas, teve os bens bloqueados e o sigilo bancário quebrado, por decisão liminar do desembargador Domingos de Araújo Lima Neto, do Tribunal de Justiça de Alagoas. A decisão, que envolve outras 12 pessoas – ex-secretários e ex-membros da comissão de licitação do Município na administração de Mellina – acolhe parcialmente recurso apresentado ao TJ, pelo MP, depois que a Comarca de Piranhas indeferiu o pedido. E determina, também, o afastamento de função pública que eventualmente esteja sendo exercida por qualquer um dos investigados, atualmente, na gestão do município.

Mais matérias
desta edição