app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5733
Política

Estado vai fazer obra emergencial na orla

Durante a reativação do Fórum Estadual de Turismo, ontem, o governador Renan Filho (PMDB) fez anúncios importantes de incentivo ao setor. Com recursos próprios, cerca de R$ 8 milhões, o Estado fará uma obra de esgotamento sanitário na área da Praça Lions,

Por | Edição do dia 10/07/2015 - Matéria atualizada em 10/07/2015 às 00h00

Durante a reativação do Fórum Estadual de Turismo, ontem, o governador Renan Filho (PMDB) fez anúncios importantes de incentivo ao setor. Com recursos próprios, cerca de R$ 8 milhões, o Estado fará uma obra de esgotamento sanitário na área da Praça Lions, na Ponta Verde. A outra medida é a redução na alíquota do imposto sobre o combustível para aeronaves, que possibilitará um aumento no número de voos para Alagoas. O governador ressaltou que as duas ações foram propostas pelo segmento. “Foi colocado como prioridade o esgotamento sanitário. Nessa área, o principal pedido elencado era a obra de duplicação do tronco da Praça Lions. O esgoto que chega muitas vezes não tem condições de ser direcionado ao emissário e vai para as ruas, nas proximidades da Praça Lions, da praia de Ponta Verde”, revelou Renan Filho. Essa obra deve ser finalizada em quatro meses. “Outra grande demanda do setor era a questão do QAV [querosene de aviação] e nós demos a melhor solução do País. Alagoas deixa de ser o estado menos competitivo do Brasil para ser o mais competitivo. A importância do voo é fundamental para o turismo”, avaliou o governador. Renan Filho apontou que o gasto com combustível representa 35% do custo do voo. O presidente do Maceió Convention & Visitors Bureau, Glenio Cedrim, afirmou que esse era um pleito feito há anos. “A aviação para nós que fazemos turismo é tudo. Os passageiros chegam quase 80% via aérea. Esse incentivo vai facilitar que mais operações sejam viabilizadas para o nosso aeroporto. Com isso, a nossa cidade terá uma oferta maior de assentos nos principais polos emissores de turistas”, declarou.

Mais matérias
desta edição