app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Política

Fapeal tem R$ 50 mi para pesquisas no Estado

O governador Renan Filho (PMDB) esteve ontem com o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Fábio Guedes, para discutir os novos rumos da instituição. A fundação, responsável no governo - junto à Secretaria da Ciência, da

Por | Edição do dia 23/07/2015 - Matéria atualizada em 23/07/2015 às 00h00

O governador Renan Filho (PMDB) esteve ontem com o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Fábio Guedes, para discutir os novos rumos da instituição. A fundação, responsável no governo - junto à Secretaria da Ciência, da Tecnologia e da Inovação - pelo fomento à pesquisa, atua com parcerias que envolvem recursos em torno de R$ 50 milhões. A Fapeal, nos últimos seis meses, tem passado por uma revolução, coerente com a gestão adotada pelo governo. “Estou muito otimista com relação aos lançamentos de editais, à democratização dos acessos aos recursos, à distribuição [de investimentos] entre as várias entidades de ensino superior de Alagoas. Destaque também para a transparência com que o trabalho é executado”, ressaltou o governador. Hoje, todos os bolsistas podem ser identificados no site da fundação (www.fapeal.br/bolsistas). Os números da Fapeal são apresentados na página inicial, na forma de “bolsas/junho (381)”, “auxílios (R$ 631 mil)”, “editais (5)” e “convênios (12)”. A respeito dos recursos, o diretor Fábio Guedes explicou a aplicação. “Esses R$ 50 milhões financiam bolsas de estudo, pesquisas, organização de eventos, envio de pesquisadores alagoanos ao exterior e também a capacidade do pesquisador alagoano em fazer inovação junto ao setor produtivo”, diz o gestor. Para Renan Filho, o papel da Fapeal é o de integrar a comunidade acadêmica, aproximá-la do governo; oferecer resultados para a população daqueles que dedicam a vida à pesquisa e à inovação em Alagoas.

Mais matérias
desta edição