app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Política

Gecoc cumpre mandados em Monteir�polis

A sede da prefeitura e de secretarias do município de Monteirópolis, no Sertão do Estado, foram alvos ontem de operação realizada pelo Grupo de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público Estadual (MP), em cumprimento a mandados de bu

Por | Edição do dia 24/07/2015 - Matéria atualizada em 24/07/2015 às 00h00

A sede da prefeitura e de secretarias do município de Monteirópolis, no Sertão do Estado, foram alvos ontem de operação realizada pelo Grupo de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público Estadual (MP), em cumprimento a mandados de buscas e apreensão expedidos por juízes da 17ª Vara da Capital. Agentes públicos da localidade são suspeitos de fraudes em licitações. Na companhia de policiais militares, promotores vasculharam os órgãos públicos e recolheram documentos, computadores, pen drives e mídias contendo arquivos administrativos. Todo o material, segundo o MP, foi encaminhado para a sede do Gecoc, em Maceió. Na operação foram cumpridos os mandados nas secretarias de Administração, Finanças, Transporte e Educação, além da sede do Poder Executivo municipal. Conforme ainda informações do Ministério Público Estadual, as investigações foram iniciadas há aproximadamente três meses, após os promotores Luiz Tenório, Hamílton Carneiro e Napoleão Amaral Franco terem recebido denúncias de fraudes em processos de licitação no município. Diante disso, os promotores passaram a apurar supostos crimes de fraudes em licitações e pagamentos da prefeitura, além de peculato, furto e associação criminosa. “Recebemos vários documentos que comprovam as fraudes e também ouvimos algumas pessoas responsáveis pelas denúncias. Dentre outras acusações, gestores públicos são suspeitos de se apropriar de produtos adquiridos com recursos do município, utilizando-os em seus próprios patrimônios particulares ou liberando-os para eleitores, numa prática compra de votos velada”, declarou o promotor Luiz Tenório à imprensa.

Mais matérias
desta edição