app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Política

Servidores tentam derrubar veto

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), recebeu ontem, na sede do PMDB em Maceió, uma comissão de servidores do Judiciário federal que estão em greve por conta do veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto de lei que garante reajuste salarial pa

Por | Edição do dia 01/08/2015 - Matéria atualizada em 01/08/2015 às 00h00

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), recebeu ontem, na sede do PMDB em Maceió, uma comissão de servidores do Judiciário federal que estão em greve por conta do veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto de lei que garante reajuste salarial para a categoria. Os servidores pediram apoio para que o Congresso Nacional coloque em votação o veto presidencial até o próximo dia 18 de agosto. Renan Calheiros afirmou que irá colocar o veto na pauta, esclarecendo que se não for feito, a pauta do Congresso será trancada. “Assumo a obrigação de apreciação do veto. Não temos divergência contra apreciação do veto”, disse o presidente do Senado, informando que dará o mesmo tratamento ao PLC 41/2015 dos servidores do Ministério Público da União (MPU). O coordenador geral do Sindjus/AL, Paulo Falcão, em nome da categoria agradeceu o apoio do senador. Falcão destacou o apoio que Renan tem dado aos servidores, resultando na aprovação do PLC 28/2015 no Senado no dia 30 de junho, mas o reajuste terminou vetado pela presidente Dilma Rousseff. Desde então os servidores federais estão em greve. Paulo Falcão diz que o projeto é uma pauta social da categoria, e não uma pauta bomba como afirma a presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, a categoria continuará pressionando para derrubar o veto até 18 de agosto. “Pois se passar dessa data corremos o risco de o PLC 28/2015 não entrar no orçamento”, concluiu Paulo Falcão. O Congresso Nacional está em recesso e retoma suas atividades a partir da próxima semana. Diversos projetos, entre eles alguns vetos, devem entrar na pauta das duas casas legislativas, o Senado e a Câmara Federal. Auditores fiscais da Receita Federal Ainda nesta sexta-feira, 31, Renan recebeu representantes do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, que entregaram um documento pedindo o apoio do presidente do Senado para o apensamento da PEC 102/2015 à PEC 443/2009, beneficiando dessa forma a toda categoria.

Mais matérias
desta edição