app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Política

Descentraliza��o do dinheiro evita desvios

A estratégia federal de repassar recursos do Fundo Nacional de Alimentação Escolar (FNDE) diretamente para estados e municípios que são obrigados a aplicar uma política de descentralização reduziu o desvio de dinheiro público, comemoram os professores. N

Por | Edição do dia 02/08/2015 - Matéria atualizada em 02/08/2015 às 00h00

A estratégia federal de repassar recursos do Fundo Nacional de Alimentação Escolar (FNDE) diretamente para estados e municípios que são obrigados a aplicar uma política de descentralização reduziu o desvio de dinheiro público, comemoram os professores. Não faz muito tempo que as operações da Polícia Federal prenderam prefeitos de Alagoas que usavam dinheiro da merenda para bancar festas públicas e até na alimentação de cachorro. Os escândalos ganharam repercussão nacional. Agora o dinheiro do próprio Estado ou que chega do FDNDE vai direto para as secretariais estadual e municipais de Educação e tem que ser repassado, a cada 20 dias, para a direção das escolas públicas. O vice-governador Luciano Barbosa, que acumula o cargo de secretário estadual de Educação, também considerou “que hoje é mais difícil desviar o dinheiro de um setor vital para a formação da nossa juventude”. Luciano revelou que repassa R$ 5 milhões/mês para os diretores das escolas estaduais. “Cada colégio tem o seu conselho escolar formado por alunos, pais e professores. O conselho define a aplicação do dinheiro, o cardápio e fiscaliza as compras”.

Mais matérias
desta edição