app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Política

40 novas empresas devem se instalar em AL

Se as negociações que estão em curso com empresários dispostos a se instalar em Alagoas avançarem, o governo do Estado irá anunciar mais 32 novas empresas nos próximos meses. Além delas, outras 40 já estão se instalando em Alagoas. Quem garantiu foi o pró

Por | Edição do dia 11/08/2015 - Matéria atualizada em 11/08/2015 às 00h00

Se as negociações que estão em curso com empresários dispostos a se instalar em Alagoas avançarem, o governo do Estado irá anunciar mais 32 novas empresas nos próximos meses. Além delas, outras 40 já estão se instalando em Alagoas. Quem garantiu foi o próprio governador Renan Filho (PMDB), durante a reunião do Conselho Estadual do Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes), ontem à tarde. “A expectativa é da vinda de mais de 50 empresas. Agora mesmo estava reunido com representantes de um grupo muito importante, que não gostaria de revelar o nome agora, mas que está trabalhando para vir para Alagoas e se aliar à cadeia produtiva da química e do plástico”, destacou. A revelação, feita pouco antes da reunião com os 27 conselheiros do Conedes, dos mais diversos setores da sociedade alagoana, principalmente com representantes do setor produtivo, comercial e institucional foi a primeira desde o início da sua gestão. Por essa razão, Renan Filho fez questão de destacar que as expectativas para o Estado, enquanto todo o resto do País fala em crise, são positivas. Entre as ações que têm encaminhado junto com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo, assim como a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), está o aperfeiçoamento do Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado de Alagoas - Prodesin. “Estamos melhorando-o em parceria com a Federação das Indústrias, com o próprio Conedes, com as cadeias produtivas consolidadas no Estado para fazer duas coisas: transparência e para facilitar a compreensão. Todos os grandes investidores do mundo cobram apenas isso, segurança jurídica e simplicidade tributária”, completou o governador elogiando o Prodesin. Quando abriu o evento, ele empossou alguns novos conselheiros para diversificar o envolvimento do Conedes em sua integração com mais setores, a exemplo do setor hoteleiro e a Associação Comercial.

Mais matérias
desta edição