app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Política

Munic�pio investe R$ 700 mil para reformar terminal

Foram longos anos de espera, mas o que era um “pesadelo” para quem depende do local para se abrigar enquanto aguarda um transporte coletivo está perto de acabar. A largada foi dada ontem pela manhã, durante solenidade de assinatura, pelo prefeito Rui Palm

Por | Edição do dia 15/08/2015 - Matéria atualizada em 15/08/2015 às 00h00

Foram longos anos de espera, mas o que era um “pesadelo” para quem depende do local para se abrigar enquanto aguarda um transporte coletivo está perto de acabar. A largada foi dada ontem pela manhã, durante solenidade de assinatura, pelo prefeito Rui Palmeira (PSDB), da ordem de serviço para a reforma do terminal de ônibus do bairro do Trapiche. A assinatura ocorreu na sede da prefeitura, na Pajuçara. A obra vai custar em torno de R$ 700 mil e o prazo de conclusão é de 90 dias. Com a ordem de serviço em mãos, a construtora vencedora da licitação, a AIMX Construções, informa que os trabalhos devem começar o mais rápido possível, bastando agora, para isso, somente a conclusão de etapas burocráticas estabelecidas em contratos públicos. Os recursos, segundo o prefeito Rui Palmeira, vêm do município e também de parcerias com a iniciativa privada, a quem ele afirma estar recorrendo para viabilizar os investimentos no setor de transporte. Isso porque, de acordo com ele, quando assumiu encontrou o Fundo Urbano de Transportes bloqueado por decisão judicial, em virtude de ação movida pelos empresários de ônibus. A categoria alegou, à época, no primeiro mês de 2013, que pagava impostos em duplicidade. Ganhou a causa e a prefeitura ficou sem os 3% do valor das passagens que por lei devem ser destinados ao município para investimentos em infraestrutura no setor de transporte urbano. O corte representa, segundo o superintendente municipal de Transporte e Trânsito, Tácio Melo, uma média de R$ 600 mil mensais nas finanças municipais. Quando assumiu, o prefeito Rui Palmeira já encontrou o “abacaxi para descascar”. Recorreu à Justiça e está aguardando que a situação seja revertida.

Mais matérias
desta edição