app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Política

Curso para conselheiros tutelares gera pol�mica

A eleição para os futuros conselheiros tutelares voltou a gerar polêmica. Desta vez os pré-candidatos dizem que o curso articulado pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente não os preparou para a prova que deve ocorrer antes da eleição, no dia 4

Por | Edição do dia 19/08/2015 - Matéria atualizada em 19/08/2015 às 00h00

A eleição para os futuros conselheiros tutelares voltou a gerar polêmica. Desta vez os pré-candidatos dizem que o curso articulado pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente não os preparou para a prova que deve ocorrer antes da eleição, no dia 4 de outubro. Essa denúncia foi feita, ontem à tarde, por uma parte dos 150 inscritos durante uma reunião com os vereadores da capital, na Câmara Municipal de Maceió. Segundo um dos representantes do grupo, Rafael Martiniano, somente a lei aprovada em Maceió define que, para ser candidato deve haver a formação prévia, bem como uma avaliação eliminatória. “Estamos há 45 dias e não dá mais tempo de fazer todo o processo de curso e prova, para depois garantir o tempo de campanha dos pré-candidatos”, disse ele. Só existem 50 vagas a serem preenchidas. Quem vencer a eleição - que será unificada em todo o País - só tomará posse em janeiro de 2016. Em Maceió, os conselheiros estão organizados na Associação Estadual de Conselheiros e Ex-Conselheiros de Alagoas. Para a entidade, a única solução, para garantir o pleito, é a supressão de pontos da lei que exige a seleção prévia. Eles querem suprimir os incisos 8º e 9º do artigo 29 da Lei Municipal 6.378, de 6 de abril de 2015.

Mais matérias
desta edição