app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Política

Cortes no FPM agravaram a situa��o

Os presidentes das entidades municipalistas decidiram promover manifestações e mobilizações em todo o País. As prefeituras pequenas do Rio Grande Norte prometem greve, algumas delas fecharam por dois e três dias, em agosto. Na Paraíba e Ceará os prefeitos

Por | Edição do dia 23/08/2015 - Matéria atualizada em 23/08/2015 às 00h00

Os presidentes das entidades municipalistas decidiram promover manifestações e mobilizações em todo o País. As prefeituras pequenas do Rio Grande Norte prometem greve, algumas delas fecharam por dois e três dias, em agosto. Na Paraíba e Ceará os prefeitos prometem mobilizações e paralisações em setores como saúde e educação, para explicar ao contribuinte os motivos que levaram a queda na qualidade dos serviços. Em Sergipe os prefeitos querem ocupar rodovias federais e fechar prefeituras em dificuldades financeiras. “Faremos o que for possível dentro da lei e da ordem para chamar a atenção da crise enfrentada pelas prefeituras”, promete o tesoureiro da Federação dos Prefeitos de Sergipe, Cristiano Beltrão. Os prefeitos reclamam, fundamentalmente, de cortes no aumento de 1% do FPM, que conseguiram depois de cinco anos de luta em Brasília. O governo federal, por sua vez, alegou dificuldades financeiras e aceitou pagar a metade do definido no acordo firmado com a CNM. Mesmo assim, na hora de pagar só repassou 0,25% do reajuste acordado. Desta maneira, os prefeitos acreditam que o governo federal perde a credibilidade para definir novos compromissos, disse Beltrão. AF ‡

Mais matérias
desta edição