app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Política

Maioria na C�mara � contra mais vereadores

Mal chegou ao protocolo da Câmara de Vereadores de Maceió, o requerimento apresentado por cinco partidos pedindo o aumento do número de parlamentares na Casa já é matéria vencida. Na sessão de ontem, assim que tomou conhecimento de que o pedido foi protoc

Por | Edição do dia 26/08/2015 - Matéria atualizada em 26/08/2015 às 00h00

Mal chegou ao protocolo da Câmara de Vereadores de Maceió, o requerimento apresentado por cinco partidos pedindo o aumento do número de parlamentares na Casa já é matéria vencida. Na sessão de ontem, assim que tomou conhecimento de que o pedido foi protocolado, o vereador Davi Davino (PP) deu início a uma cruzada em plenário em busca de nomes que são contra a proposta - que eleva de 21 para 31 o número de vereadores em Maceió. Ele conseguiu, ao final do dia, o apoio de 14 colegas. “O aumento não passa [em votação no plenário]. Numa capital como Maceió, em minha avaliação, os 21 vereadores representam muito bem. É só querer trabalhar”, disse Davino, alertando que outros colegas devem se posicionar hoje sobre o assunto. Para ele, há uma incoerência no pedido pois, caso fosse aprovado o aumento para 31 vereadores, a Casa teria mais representantes que a própria Assembleia Legislativa Estadual (ALE). “Isso é uma incoerência. Não é o que a sociedade quer”, completou o vereador. Na lista com os nomes de quem votará contra a proposta figuram os dos vereadores: Davi Davino (PP), Galba Neto (PMDB), Simone Andrade (PTB), Kelmann Vieira (PMDB), Heloísa Helena (PSOL), Wilson Júnior (PDT), Antônio Hollanda (PMDB), Luiz Carlos da Adefal (DEM), Silvano Barbosa (PSB), Aparecida do Luiz Pedro (PRTB), Fátima Santiago (PP), Dudu Ronalsa (PSDB), Eduardo Canuto (PV) e Tereza Nelma (PSDB). JUSTIFICATIVA A proposta do aumento do número de vereadores se baseia no texto da própria Constituição, que define o percentual de representantes de acordo com o número de habitantes. Como a capital Maceió já ultrapassou 1 milhão de habitantes, ela então atende ao dispositivo legal, segundo entendimento dos partidos que ingressaram com o pedido no Legislativo: PRTB, PHS, PTC, PTdoB e PRP.

Mais matérias
desta edição