app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Política

Sefaz prev� ‘setembro vermelho’

No mês de setembro, as contas públicas com a folha de pagamento dos servidores permanecem no vermelho. Quer dizer, ao pagar R$ 250 milhões ao funcionalismo, o governo gasta mais do que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que limita o gasto d

Por | Edição do dia 06/09/2015 - Matéria atualizada em 06/09/2015 às 00h00

No mês de setembro, as contas públicas com a folha de pagamento dos servidores permanecem no vermelho. Quer dizer, ao pagar R$ 250 milhões ao funcionalismo, o governo gasta mais do que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que limita o gasto da folha em 46% da arrecadação total. Atualmente, gasta mais de 49% do orçamento com a folha. Segundo o secretário estadual da Fazenda, George Santoro, ainda não há recursos suficientes para reduzir o percentual de despesa da folha como prevê a LRF. “A gente espera uma melhora na arrecadação a partir de outubro, quando começa a safra da cana de açúcar, o movimento no comércio aumenta e outros setores também devem apresentar reações positivas”, avalia Santoro. Ainda com relação à folha de pessoal, o reajuste salarial concedido ao funcionalismo e à polícia como um todo vai causar um aumento superior a 11%, uma preocupação a mais para 2016. O secretário George Santoro disse que o governo se preparou para enfrentar um ano difícil. Mas as medidas adotadas até agora não foram suficientes para debelar a recessão: “A crise já supera todas as expectativas. Por isso, não podemos descartar medidas duras, como inclusive o parcelamento no pagamento dos salários. Por enquanto estamos conseguindo superar as dificuldades”, amenizou. Sobre a dívida pública, o secretário da Fazenda revelou que em abril estava em R$ 10 bilhões. A próxima divulgação com a posição do segundo quadrimestre de 2015 irá ocorrer até o dia 30 de setembro.

Mais matérias
desta edição