app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Política

ALE aprova requerimento de cria��o da CPI da Eletrobras

As constantes queixas de consumidores da Eletrobras resultaram na aprovação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os “mistérios” que cercam as atividades da empresa. Ontem, por unanimidade, foi aprovado o requerimento apresentado

Por | Edição do dia 10/09/2015 - Matéria atualizada em 10/09/2015 às 00h00

As constantes queixas de consumidores da Eletrobras resultaram na aprovação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os “mistérios” que cercam as atividades da empresa. Ontem, por unanimidade, foi aprovado o requerimento apresentado pelo pastor João Luiz (DEM), pela instalação da CPI. “A partir de agora, conforme prevê o Regimento, daremos início à indicação de seus sete componentes. Queremos entender o que acontece na empresa para ter os serviços tão contestados”, adiantou João Luiz. Segundo denúncias que ele tem recebido, em vários bairros da capital, por onde atua com a Igreja Quadrangular, o serviço da companhia é ruim. Conforme os consumidores, desde o tempo para a ligação de uma rede nova, atualmente de 20 dias, até a inscrição de forma indevida de clientes no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa, até oscilação e queda de energia, as queixas vão se multiplicando. De acordo com o pastor João Luiz, era difícil ficar indiferente aos problemas se ele mesmo já havia constatado a queda na qualidade do serviço ao longo dos anos. “As pessoas têm razão e eu mesmo já vi situações em que a energia simplesmente não se sustenta ou fica oscilando, capaz de danificar equipamentos”, confirmou o deputado. João Luiz disse que, mesmo com a intenção de investigar os processos de fornecimento e distribuição de energia, além dos aspectos comerciais da empresa, não existe da parte dele um “juízo de valor” contra a Eletrobras. Ao invés disso, em sua avaliação é a chance que a sociedade terá para entender o que acontece.

Mais matérias
desta edição