app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Política

Sal�rios s�o congelados na ALE

Apesar do “desespero” dos administradores, os efeitos da crise apresentam aspectos positivos que chamam a atenção do contribuinte. Um deles é conter a farra com o dinheiro público nos poderes legislativos. “Hoje, na Assembleia Legislativa Alagoas, ninguém

Por | Edição do dia 13/09/2015 - Matéria atualizada em 13/09/2015 às 00h00

Apesar do “desespero” dos administradores, os efeitos da crise apresentam aspectos positivos que chamam a atenção do contribuinte. Um deles é conter a farra com o dinheiro público nos poderes legislativos. “Hoje, na Assembleia Legislativa Alagoas, ninguém ganha mais que um deputado”. Quem garante é o vice-presidente da Casa, deputado Ronaldo Medeiros (PT), ao acrescentar: “A crise financeira e os débitos com os servidores obrigaram a Mesa Diretora do Poder a acabar com supersalários, a cortar radicalmente gastos e manter salários de deputados congelados”. Com um orçamento invejável de R$ 187 milhões, Medeiros assegurou que os pagamentos do Legislativo estão em dia, a folha de dezembro está garantida e o décimo terceiro vem sendo pago no dia de aniversário do servidor. “Além de pagar os salários em dia, fazer o recolhimento previdenciário e outros tributos no prazo legal, a Mesa Diretora faz investimentos em pessoal, tecnologia, está reativando setores como a Biblioteca”, destacou. Cada um dos 27 deputados tem salário de R$ 20 mil bruto (R$ 15 mil líquido) e direitos a servidores comissionados.

Mais matérias
desta edição