app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Política

Plano Diretor j� mapeou 200 �reas

Revisar e reelaborar um Plano Diretor não é tarefa das mais simples. A legislação, que orienta o desenvolvimento da cidade e está em vias de ser concluída pelo município de Maceió, vem sendo discutida item a item desde 2015, com participação de vários seg

Por | Edição do dia 06/03/2016 - Matéria atualizada em 06/03/2016 às 00h00

Revisar e reelaborar um Plano Diretor não é tarefa das mais simples. A legislação, que orienta o desenvolvimento da cidade e está em vias de ser concluída pelo município de Maceió, vem sendo discutida item a item desde 2015, com participação de vários segmentos, sobretudo a sociedade, e entre o final de março e início de abril deverá chegar à Câmara de Vereadores, onde passará pelo crivo dos parlamentares, em novas audiências públicas, até se tornar lei. Já foram pontuadas mais de 200 áreas na capital a serem contempladas pelo Plano Diretor. Com vigência de dez anos, o novo Plano traz em seu bojo diversos diferenciais em relação aos projetos passados e promete ser, sobretudo, um plano “comprometido com o futuro sustentável de Maceió”, como resume o secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento, Manoel Messias, que lista os principais pontos do Plano que norteará a vida da cidade. “Temos três grandes preocupações e áreas de atuação nessa revisão, uma delas é meio ambiente e paisagem. Maceió é uma cidade que tem singularidade, particularidades que a tornam diferenciada de qualquer lugar do mundo. Uma cidade que está praticamente dentro d’água, se olharmos para o mapa. Tem toda uma costa litorânea e o complexo estuarino lagunar Mundaú/Manguaba. Então, como não ter, numa revisão como essa, uma estratégia muito clara e significativa de preservação dos nossos mananciais, dos aspectos pitorescos da nossa paisagem, balneabilidade das nossas praias. Esses são temas que vão se desdobrar, naturalmente, em ações concretas que garantam a manutenção dessa diretriz ambiente-paisagem”, destaca o secretário.

Mais matérias
desta edição