app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política Loiola diz que fez quatro indicações legislativas destinadas ao governador Renan Filho

SEGURANÇA PÚBLICA DEVE TER MAIOR INTERIORIZAÇÃO

.

Por Administrator | Edição do dia 12/02/2020 - Matéria atualizada em 12/02/2020 às 06h00

O deputado estadual Inácio Loiola (PDT) subscreveu na Assembleia Legislativa quatro indicações destinadas ao governador Renan Filho (MDB) e secretário de Segurança Pública, coronel Lima Júnior, para ampliação das ações conjuntas em defesa da segurança pública na região do Alto Sertão alagoano, buscando atender anseios da população dos municípios de Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande, Olho d´Água do Casado, Pariconha e Piranhas.

De acordo com o deputado, as indicações tratam de solicitação para construção de nova Delegacia Regional no município de Delmiro Gouveia, instalação do Instituto de Criminalística (IC) em conjunto com o Instituto Médico Legal (IML) no município de Delmiro Gouveia, aquisição de novas viaturas para os municípios de Delmiro Gouveia, Mata Grande e Piranhas, e ainda do funcionamento da Casa de Custódia de Delmiro Gouveia.

Com isso, de acordo com o parlamentar, o governo iria promover a interiorização dos instrumentos necessários para aumentar as ações de segurança pública tão necessárias à promoção de um ambiente seguro no Alto Sertão de Alagoas, com a disponibilização de mais profissionais qualificados, diminuição na superlotação de delegacias, manutenção no transporte dos custodiados, redução no acúmulo de inquéritos policiais, dentre outros fatores que impactam diretamente no combate ao crime e à violência. O deputado Inácio Loiola defende ainda que para a preservação da ordem pública faz-se necessária a constante identificação e correção de fragilidades operacionais que, além de contar com a normatização de inovações legislativas, “as políticas públicas devem ser adaptadas conforme as necessidades de cada região, principalmente com a participação da sociedade, beneficiária principal da atuação policial, na gestão de conflitos e no auxílio à atividade dos órgãos públicos envolvidos”.

Mais matérias
desta edição