app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Política

ALE aprova 45% de aumento para a Uncisal

A Assembléia Legislativa do Estado (ALE) aprovou melhoria salarial para os professores titulares e adjuntos da Fundação Universidade Ciências da Saúde (Uncisal), que vinha sendo aguardado desde o ano passado. O projeto, votado ontem à tarde, modifica a ta

Por | Edição do dia 04/04/2002 - Matéria atualizada em 04/04/2002 às 00h00

A Assembléia Legislativa do Estado (ALE) aprovou melhoria salarial para os professores titulares e adjuntos da Fundação Universidade Ciências da Saúde (Uncisal), que vinha sendo aguardado desde o ano passado. O projeto, votado ontem à tarde, modifica a tabela do Adicional de Ensino Superior (Ades), cujo índice do professor auxiliar é maior que o índice dos demais. Com a alteração, o salário inicial do professor titular (com 40 horas semanais de trabalho) passa de R$ 2.143,38 para R$ 3.159,36. O incremento, que representa cerca de 45%, teria que ser aprovado esta semana, uma vez que a legislação eleitoral proíbe aumento salarial para os servidores públicos a partir de terça-feira. O governador Ronaldo Lessa, que enviou o projeto da Uncisal à Assembléia, deve sancioná-lo e publicá-lo no Diário Oficial até a próxima segunda-feira. O aumento dos professores só foi aprovado após uma visita do secretário de Ciência e Tecnologia, Williams Ferreira, à Assembléia Legislativa. Ele esteve na última segunda-feira com alguns deputados para pedir agilidade na apreciação da matéria. A votação ocorreu um dia depois, em três sessões extraordinárias. Os professores e técnicos da Uncisal classificavam a tabela anterior do Adicional de Ensino Superior como injusta. Ela destinava um índice de gratificação maior para os professores de nível menor, quando, segundo a categoria, deveria ser o contrário. Segundo estudos da Secretaria de Administração, o impacto na folha de pagamento da Fundação será de R$ 32.928,32.

Mais matérias
desta edição