app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5691
Política

PT busca nome para assumir superintend�ncia do Incra/AL

O engenheiro Mário Agra oficializou, ontem, à direção do Partido dos Trabalhadores em Alagoas (PT/AL) o seu desligamento da Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/AL), confirmou o presidente do diretório estadual do

Por | Edição do dia 21/01/2004 - Matéria atualizada em 21/01/2004 às 00h00

O engenheiro Mário Agra oficializou, ontem, à direção do Partido dos Trabalhadores em Alagoas (PT/AL) o seu desligamento da Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/AL), confirmou o presidente do diretório estadual do PT, deputado Paulo Fernando dos Santos (Paulão). Agra revelou ao presidente do PT que sua decisão já era do conhecimento da direção do Incra e do ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto. Mas Paulão ainda não sabe quem vai para o lugar de Agra, que deixou o cargo alegando divergências com a sua tendência- Democracia Socialista (DS). “Por enquanto, permanece administrando o Incra de Alagoas o superintendente-adjunto, Jorge Tadeu”, disse Paulão, ao acrescentar que o cargo continua ligado à tendência de seu partido, a DS. “Acho que até a próxima semana os companheiros da Democracia Socialista deverão ter escolhido o novo nome que será conduzido à superintendência do Incra”. Porém, Paulão não sabe precisar quando a questão estará definitivamente resolvida. No entanto garantiu: “A DS está discutindo a questão e em breve estará colocando um ponto final nesta crise”. Incra O superintendente em exercício do Incra/Alagoas, Jorge Tadeu, está conversando com os líderes da DS e com a direção estadual do PT. Porém, prefere não se envolver nos problemas internos do Partido dos Trabalhadores. “A crise no Incra está praticamente supe-rada. Acho que em mais alguns dias saberemos de definições”. Tadeu também tem conversado com as lideranças dos movimentos sociais de trabalhadores sem-terra. Garante que o clima nos acampamentos e assentamentos está tranqüilo e que os movimentos aguardam com expectativa o desfecho no Incra.

Mais matérias
desta edição