app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

Ex-vereador de AL suspeito de fraudar compra de testes é convocado para depor na CPI da Pandemia

.

Por . | Edição do dia 10/06/2021 - Matéria atualizada em 09/06/2021 às 22h19

A base aliada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na CPI da Covid-19, no Senado Federal, conseguiu aprovar a convocação do ex-secretário de Saúde do Distrito Federal, o alagoano Francisco Araújo Filho. O requerimento de convocação, assinado pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE), foi aprovado nesta quarta-feira (9).

Preso acusado de fraudar licitações e investigado na operação Falso Negativo, que incluíam testes de Covid-19 sem eficácia e com preços superfaturados, ele foi colocado na lista de depoentes apresentada pelo senador Izalci Lucas (PSDB-DF). A data do depoimento ainda não foi definida.

Francisco é ex-vereador da cidade de Cajueiro, no interior de Alagoas, ex-secretário de Assistência Social, durante a gestão do ex-prefeito Cícero Almeida, e, no ano passado, voltou às manchetes, desta vez nacionais, acusado de provocar um prejuízo de R$ 46 milhões aos cofres públicos do Distrito Federal (DF).

Sua prisão provocou várias especulações nos meios políticos, já que ninguém sabia explicar como se deu sua ascensão política ao ponto de ocupar a pasta com o maior orçamento da gestão do governo de Brasília. Agora, com a convocação, ele sentará ao lado do conterrâneo, o senador Renan Calheiros, que irá inqueri-lo na condição de relator da CPI.

Mesmo sem data definida, o fato da convocação ter sido aprovada já indica que, neste momento, o foco das investigações serão os gestores da saúde, tanto dos estados como no Distrito Federal.

Mais matérias
desta edição