app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

QUASE NÃO HÁ FINANCIAMENTO PARA BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO

.

Por arnaldo ferreira | Edição do dia 12/06/2021 - Matéria atualizada em 12/06/2021 às 04h00

Praticamente não tem financiamento de atividade de bolsas de pós-graduação. “A redução de bolsas foi brutal. Situação tem origem na conjuntura de desmonte das pesquisas. O Brasil hoje tem uma postura negacionista na ciência e reduziu inclusive os programas de financiamento do Ensino a Distância (EAD). Reduziu substancialmente os recursos para o Programa de Apoio a pós-graduação (Proap) que bancavam reagentes, equipamentos de apoio”, confirmou o reitor Josealdo Tonholo. Acrescentou que além do corte orçamentário, a Universidade enfrenta o desmonte paralelo das atividades de ciência e inovação tecnológica. Para se ter ideia do volume dos cortes federais: as universidades recebiam entre R$ 600 milhões e R$ 800 milhões/ano só para investimento da CP Infra, ou seja, para bancar a infraestrutura das pesquisas das 69 instituições. Com este montante, se mantinha os equipamentos dos laboratórios atualizados. Desde 2014, ocorre redução dos recursos. Nos últimos anos, nem o edital tem para infraestrutura de pesquisa. O último levantamento de Alagoas foi feito em 2012, curiosamente pelo professor Josealdo Tonholo - hoje reitor. Até aquele período, a Ufal recebia entre R$ 8 milhões e R$12 milhões. Hoje, nada. A situação compromete todo o parque tecnológico. “Estamos sem manutenção até na tecnologia da Informação (T.I). Temos dificuldade de fazer armazenamento, backup, estamos praticamente sem nobreack”.

Mais matérias
desta edição