app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política Teo Higino terminou com 3.270 votos, ou 49,83%, enquanto Cícero Pinheiro obteve 3.261 votos, o que equivale a 49,70%

TEO HIGINO DERROTA CANDIDATO DE RENAN FILHO EM CAMPO GRANDE

Governador chegou a comemorar antecipadamente na internet, mas Cícero Pinheiro acabou derrotado pelo candidato do Republicanos

Por thiago gomes | Edição do dia 14/09/2021 - Matéria atualizada em 13/09/2021 às 21h07

Teo Higino terminou com 3.270 votos, ou 49,83%, enquanto Cícero Pinheiro obteve 3.261 votos, o que equivale a 49,70%

Quando felicitou, pelas redes sociais, o candidato Cícero Pinheiro (MDB), que liderava a contagem dos votos na eleição suplementar para escolha do novo prefeito do município de Campo Grande, no Agreste de Alagoas, o governador Renan Filho (MDB) nem imaginava o constrangimento que passaria. Ao fim da apuração, quem ganhou a disputa foi Teo Higino (Republicanos), principal opositor da família Calheiros na cidade, por uma diferença de nove votos, apenas. Pinheiro dava sinais de que venceria o pleito, mas foi superado quase na conclusão da contagem, feita pela Justiça Eleitoral. Ele obteve 3.261 votos, o que equivale a 49,70%. Higino terminou com 3.270 votos, ou 49,83%. Já a candidata Maria Inês, que concorria pelo PSD, teve 31 votos (ou 0,47%). O candidato de Renan Filho chegou a comemorar antecipadamente pelas ruas do município e no Instagram, ignorando o ditado de que ‘não se pode cantar vitória antes da hora’. Até se chegar a 100% das urnas apuradas, e numa eleição marcada por uma série de contratempos que dividiu a população, tudo poderia acontecer, inclusive uma reviravolta na contagem. Nas redes sociais, Pinheiro escreveu: “OBRIGADOOO CAMPO GRANDE”. Ao comentar a postagem, Renan Filho celebrou o que considerava ser um resultado consolidado e ainda colocou a estrutura do Poder Executivo à disposição de Campo Grande. “Parabéns pela vitória. Agora é somar esforços para ajudar Campo Grande a avançar. Conte comigo e vamos à luta”, publicou o governador.

 

Foto: Reprodução
 

O constrangimento do secretário Quintella foi ainda maior. Ele chegou a ir até o município cumprimentar o candidato que teria vencido pessoalmente e publicou um vídeo em seu perfil em que parabenizava Cícero Pinheiro, mesmo sem a totalização de votos feita pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

Portal Gazetaweb
 

Quem riu por último foi Teo Higino, que, apreensivo, acompanhou a apuração e só conseguiu comemorar quando o resultado foi proclamado. Ele agradeceu aos eleitores e prometeu sequenciar o trabalho que estava sendo desenvolvido pelo ex-prefeito Arnaldo Higino, que é tio dele. Arnaldo teve o registro da candidatura cassado pela Justiça Eleitoral por ato de improbidade administrativa e, apesar de ter vencido o pleito do ano passado, não pode renovar o mandato. O município estava sendo administrado pela presidente da Câmara, Josefa Barbosa (Republicanos). Na declaração que deu, Teo Higino alfinetou a oposição, representada pelo candidato de Renan Filho, a quem acusou de fazer uma campanha suja. “Quero agradecer a toda a população de Campo Grande por mais uma oportunidade que nos deu. Foi uma eleição limpa, sem violência, ao contrário da nossa oposição. Mas, ganhamos e vamos continuar a administração do grande político desta cidade, que é Arnaldo Higino”, afirmou o novo prefeito. Natural de Penedo, Teo Higino é comerciante e ex-secretário de Educação Municipal. Nas eleições de 2021, ele foi eleito vereador, mas deixou o cargo para concorrer à vaga do Executivo.

Mais matérias
desta edição