app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política Maceió, 08 de março de 2021 
Movimento nos bares durante a nova fase na pandemia em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto:@Ailton Cruz

FISCALIZAÇÃO EM BARES E RESTAURANTES DE MACEIÓ TEM INÍCIO AMANHÃ

A Vigilância Sanitária e a equipe da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) ficarão responsáveis pelas fiscalizações para o cumprimento das novas medidas protetivas implementadas para evitar a proliferação do novo coronav

Por regina carvalho | Edição do dia 13/01/2022 - Matéria atualizada em 12/01/2022 às 22h36

A Vigilância Sanitária e a equipe da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) ficarão responsáveis pelas fiscalizações para o cumprimento das novas medidas protetivas implementadas para evitar a proliferação do novo coronavírus na capital. De acordo com informações do Gabinete de Gestão Integrada de Combate à Covid-19 (GGI Covid), as ações, que já ocorrem rotineiramente desde o início da pandemia, serão reforçadas durante à noite desta sexta-feira, sábado e domingo, com foco nos bares e restaurantes. Ainda segundo o GGI, toda a ação será feita de forma educativa, com objetivo de fortalecer entre a população a necessidade de manter os cuidados contra o coronavírus. Com o aumento do número de casos de Covid em Alagoas e da ocupação de leitos hospitalares, o setor produtivo foi convocado a discutir o assunto com gestores da Prefeitura de Maceió, na terça-feira (11). Dessa reunião, saíram as novas medidas.

Dentre as medidas implementadas, as principais são a limitação de jogos de mesas e cadeiras de praia por comerciante; todos os artesãos, prestadores de serviço da orla deverão usar máscara e clientes também, exceto se estiverem se alimentando; acesso limitado ao número de cadeiras disponíveis no salão (bares e restaurantes) para que todas as pessoas permaneçam sentadas; está proibido que pessoas fiquem em pé e dançando nos salões nos próximos 30 dias, além de que eventos e shows deverão ter lotação máxima de 75% da capacidade.

Ficou decidido, também, a proibição da venda de ingressos de forma física, tem que ser digital, sem bilheteria; além da ampliação do horário de entrada e aumento dos locais de acesso a eventos para evitar aglomerações; além da exigência da carteira de vacinação para os artistas e para o público em estabelecimentos com música ao vivo. Durante a reunião, ainda ficou definido que todos os que se apresentarem em Maceió precisam estar vacinados, assim como decidida a ampliação no número de ônibus nas linhas de maior movimento nos horários de pico e pedido do cartão de vacina em escolas públicas municipais e privadas da capital.

Mais matérias
desta edição