app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política Sayonara está entre os selecionados e encara essa oportunidade como única

CNH SOCIAL MEXE COM SONHOS DOS SELECIONADOS

Ministradas pelo Sest/Senat, aulas serão iniciadas nesta segunda-feira e devem durar três meses

Por Da Redação | Edição do dia 15/01/2022 - Matéria atualizada em 14/01/2022 às 21h38

‘Quando se fecha uma porta, abre-se uma janela’. Neste ditado popular, a janela é o programa CNH Social, que nesta primeira turma vai ‘presentear’ 350 maceioenses com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) sem custos. É a Prefeitura de Maceió que está assegurando a usuários do Cadastro Único (CadÚnico), do Governo Federal, uma oportunidade para tornar seu currículo mais competitivo.

Sayonara Maria dos Santos, de 39 anos, é uma batalhadora que mora no Benedito Bentes e todos os dias descola um ‘bico’ de entregadora de panfletos no Centro de Maceió. Ela está entre os selecionados do CNH Social e encara esta oportunidade como única. Como um sonho que está se realizando. “Veio em uma excelente hora. É uma chance que ganhamos pra podermos colocar no currículo que temos carteira de habilitação e assim podermos disputar uma vaga com mais confiança em transportadoras, distribuidoras e empresas de grande porte”, diz a autônoma. Ela conta que a primeira informação que os entrevistadores fazem a quem bate na porta deles em busca de uma oportunidade é se temos ‘carteira’. “Para quem não tem a CNH é uma frustração! Por isso, estou tão feliz”, confidencia Sayonara Maria.

O jovem Enrik Gabriel Moura, de 19 anos, morador da Ponta Grossa, é mais um que se encheu de empolgação quando foi informado sobre a CNH Social. Conforme ele salientou, a oportunidade vai além de se obter o documento de habilitação. “Ter a CNH é muito bom, fantástico. Sem dúvida. Mas passar pelo curso é super importante também. O mercado está exigindo isso, gente. É um sonho, sem sombra de dúvida”, comemorou Enrik. Os participantes, como dona Sayonara e Enrik Gabriel, podem optar pelo Curso de Formação de Condutores nas categorias carro ou moto.

De acordo com o secretário adjunto da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Moacir Teófilo, a CNH Social será um projeto contínuo da gestão do prefeito JHC. “No início do ano, serão abertas novas vagas para que mais pessoas sejam beneficiadas”, reforçou o adjunto. As aulas serão iniciadas no dia 17 janeiro e serão ministradas pelo Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat). As aulas práticas e teóricas deverão durar em torno de três meses.

Foram convocadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) 54 pessoas, sendo 45 vagas para categoria moto e nove para carro.

As vagas são remanescentes dos pré-aprovados que não compareceram para fazer a comprovação documental ou apresentaram alguma pendência. Caso não compareçam no prazo, será chamado o próximo da fila. O programa CNH Social emitirá a primeira carteira de motorista gratuitamente para usuários do CadÚnico, garantindo, assim, mais oportunidades no mercado de trabalho para esse público. Os participantes podem optar pelo Curso de Formação de Condutores nas categorias carro ou moto. Inicialmente, foram ofertadas 350 vagas.

A ideia defendida pelo prefeito JHC é manter o CNH Social como um programa fixo da Prefeitura, que oportuniza a pessoas de baixa renda um documento tão importante na disputa de uma vaga no mercado de trabalho e, por tabela, promover assim sua independência financeira.

“Imagine que apenas 7% de quem vive nas grotas, por exemplo, têm a carteira de habilitação, que é um passaporte para o emprego. Com a CNH Social, a gente supre essa lacuna e abre caminhos para quem precisa. E vamos bancar todos os custos, o transporte, a alimentação e até os exames médicos”, concluiu o prefeito JHC.

Mais matérias
desta edição