app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

T�cnicos de Bras�lia avaliar�o os preju�zos das chuvas em AL

ARNALDO FERREIRA O governador Ronaldo Lessa (PSB) não vai precisar levar a Brasília, segunda-feira, o relatório dos prejuízos causados pelas chuvas que castigaram Maceió e municípios vizinhos, como prometeu. O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes,

Por | Edição do dia 04/06/2004 - Matéria atualizada em 04/06/2004 às 00h00

ARNALDO FERREIRA O governador Ronaldo Lessa (PSB) não vai precisar levar a Brasília, segunda-feira, o relatório dos prejuízos causados pelas chuvas que castigaram Maceió e municípios vizinhos, como prometeu. O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, telefonou ontem para o governador e para o prefeito em exercício de Maceió, Alberto SextaFeira, prometendo enviar ao Estado duas equipes. Uma é da Coordenação de Defesa Civil da União, para fazer o levantamento dos prejuízos nas áreas onde ocorreram deslizamentos e viabilizar socorro. A outra equipe é do próprio ministério. Vai avaliar, junto com a prefeitura e o governo do Estado, os prejuízos nas áreas de drenagem, saneamento básico, habitação e abastecimento de água. Por telefone, o ministro Ciro Gomes explicou ao governador que as equipes chegam na segunda-feira para agilizar os procedimentos de socorro nas áreas de calamidade. Além disso, o ministro ofereceu remédios, alimentos básicos e se colocou à disposição do governo do Estado e da Prefeitura de Maceió. Depois de conversar com o governador, Ciro Gomes ligou para o prefeito em exercício, comunicando as primeiras providências adotadas para agilizar os procedimentos de socorro e atendimento às vitimas. Políticos A bancada federal, desde ontem, se mobiliza em Brasília para pressionar os ministérios a agilizar a ajuda para Alagoas, na reconstrução de estradas e parte da infra-estrutura das áreas mais castigadas. Porém, a pressão maior partiu do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros. Ele falou, ontem, com os ministros da Integração, Ciro Gomes, e da Articulação Política, Aldo Rebelo. O senador pediu empenho e pressa na liberação dos recursos de emergência para amenizar os estragos causados pelo temporal que caiu na segunda e terça-feira. Os ministros explicaram que esperavam a publicação no Diário Oficial do decreto de calamidade para providenciar o socorro de emergência. “Nós temos pressa porque depois das chuvas aparecem os problemas de saúde nas áreas onde as pessoas não têm acesso à água tratada e esgoto”, explicou Renan Calheiros. Reconstrução O governador Ronaldo Lessa disse ao ministro Ciro Gomes que o Estado e a prefeitura fazem o atendimento de emergência aos desabrigados e aos parentes dos mortos. “Os médicos da Secretaria de Saúde garantem assistência e medicamentos nos 19 pontos que funcionam como abrigo. Alimentação também não falta. O que precisamos é concluir os levantamentos dos prejuízos para adotar medidas definitivas contra essas tragédias”. Lessa disse acreditar que a presença de técnicos do Ministério da Integração Nacional em Maceió vai agilizar a liberação dos recursos necessários para a reconstrução. “Os empresários e a sociedade nos apóiam, com ajuda humanitária”, disse o governador. O presidente da Comissão Estadual de Defesa Civil, coronel Jadir Ferreira, fez um apelo ontem para receber mais roupas, agasalhos, cobertores e colchões para os desabrigados. A prefeitura busca um local para concentrar as famílias desabrigadas e, assim, liberar, até segunda-feira, as escolas que estão sem aulas.

Mais matérias
desta edição