app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política Maceió, 15 de julho de 2022
Obras do Projeto Renasce Salgadinho, no trecho da Avenida Assis Chateaubriand, no bairro do Prado, em Maceió-AL, Brasil.
Foto:@Ailton Cruz

PROJETO DE DESPOLUIÇÃO DO SALGADINHO GERA TRANSTORNOS E DESCONFIANÇA

Obra da prefeitura para desviar esgotos do riacho está orçada em mais de R$ 76 milhões

Por arnaldo ferreira | Edição do dia 06/08/2022 - Matéria atualizada em 05/08/2022 às 23h03

O projeto da Prefeitura de Maceió para a despoluição do Salgadinho já consumiu R$ 17.258.002,62 em 29,18% de avanço físico da obra. O custo total está orçado em R$ 76.399.324,10. A previsão de conclusão do “Renasce Salgadinho” é estimada em 18 meses. Quando for concluído, os técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura garantem que iniciará o processo de requalificação ambiental, e o esgoto que ainda polui a praia da Avenida, que já foi a mais frequentada da cidade, será conduzido ao emissário submarino. A meta desafiadora provoca transtornos e caos no trânsito da cidade, por causa dos buracos para instalação de tubulações coletoras. A população e empresários do trade turístico desconfiam das novas promessas, apesar de defenderem a despoluição. Há mais de três décadas a despoluição dos riachos do Reginaldo e do Salgadinho é promessa de candidatos políticos em períodos eleitorais, desafia os órgãos de defesa ambiental e até a Procuradoria Geral de Justiça porque passa na porta do Ministério Público Estadual. Os promotores de justiça da área ambiental moveram diversas ações e até agora o Salgadinho compromete a balneabilidade das praias.

Cinco prefeitos, entre eles o atual vice, Ronaldo Lessa (PDT), que já governou a cidade em dois mandatos [entre 1993 a 1997] e em seguida o Estado [de 1999 a 2006], também concluíram os mandatos sem cumprir a promessa eleitoral. O riacho, além de ser o divisor das regiões norte e sul da capital, é o símbolo da poluição no Estado. Já engoliu milhões de reais dos governos federal, estadual e municipal.

O prefeito JHC (PSB) agora investe R$ 77 milhões no projeto “Renasce Salgadinho”, que promete a sonhada despoluição dos mananciais e da praia da Avenida. Enquanto isso não acontece, as obras geram transtornos em vários pontos da cidade e a população ressabiada se divide entre a desconfiança e a esperança nas promessas de melhorias das condições ambientais e de balneabilidade da praia da Avenida com a nova destinação do esgoto para o emissário submarino.

Mais matérias
desta edição