app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Política

MST quer apoio da ALE em projeto de reforma agr�ria

Dezenas de trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem Terra (MST) estiveram, ontem, na Assembléia Legislativa (ALE) para pedir o apoio dos deputados à reforma agrária estadual. Depois de reivindicarem ao governador Ronaldo Lessa a utilização de rec

Por | Edição do dia 24/04/2002 - Matéria atualizada em 24/04/2002 às 00h00

Dezenas de trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem Terra (MST) estiveram, ontem, na Assembléia Legislativa (ALE) para pedir o apoio dos deputados à reforma agrária estadual. Depois de reivindicarem ao governador Ronaldo Lessa a utilização de recursos próprios para a desapropriação de diversas áreas no Estado, eles foram ao Legislativo pedir que aprove as verbas, através de uma suplementação orçamentária. A idéia dos trabalhadores é implantar em Alagoas um projeto semelhante ao do Rio Grande do Sul, onde vários assentamentos foram custeados pelo governo daquele Estado. No caso de Alagoas, eles reivindicam área suficiente para assentar cerca de mil famílias, que vivem há cerca de quatro anos à margem das rodovias. “Esse tipo de reforma agrária foge à responsabilidade do Incra, porque os módulos são menores”, explicou um dos representantes do movimento. Os sem-terra foram recebidos pelo presidente da Assembléia Legislativa, Antônio Albuquerque (PTB), e pelos deputados Paulo Nunes (PT), Cícero Amélio (PPS) e Petrúcio Bandeira (PTB). Eles colocaram o Poder à disposição para apreciar e aprovar os projetos que se fizerem necessários, lembrando, contudo, que a iniciativa das matérias são do Poder Executivo. “A Assembléia não possui a prerrogativa de propor matéria financeira. Para que possamos ajudar, o governo antes tem que mandar o projeto”, disse Petrúcio Bandeira. Outra reivindicação dos trabalhadores aos deputados, já encaminhada ao Poder Executivo, é no sentido de que a Assembléia faça gestões ao Incra Nacional para afastar o superintendente do órgão em Alagoas, José Quixabeira. Para que os parlamentares encampem esse tipo de encaminhamento político, o presidente da ALE solicitou aos sem-terra que apresentem um relatório comprovando as supostas irregularidades de Quixabeira à frente do órgão.

Mais matérias
desta edição