app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Política

LULA FAZ ATO EM MACEIÓ E REFORÇA APOIO A PAULO: ‘TEM MINHA CONFIANÇA’

Ex-presidente também falou do seu compromisso e investimentos destinados à região Nordeste

Por ANNA CLÁUDIA ALMEIDA | Edição do dia 14/10/2022 - Matéria atualizada em 14/10/2022 às 04h00

A 17 dias para o segundo turno das eleições 2022, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vem realizando uma grande ofensiva eleitoral por estados do Nordeste. Nesta quinta-feira (13), Lula participou de um grande ato político em Alagoas e reforçou seu apoio ao governador afastado, Paulo Dantas (MDB). Ele também falou do seu compromisso e investimentos destinados à região, combate à fome e de políticas públicas que serão voltadas aos menos favorecidos. A aliança política entre Lula e Paulo Dantas começou ainda no primeiro turno e, durante essa passagem pelo estado, foi reafirmada. “Quero dizer a vocês que jamais deixarei um companheiro no meio do caminho, jamais. Tomei a decisão de vir para mostrar minha solidariedade, minha confiança”, disse o ex-presidente. Na caminhada, Lula estava acompanhado de aliados políticos, como Randolfe Rodrigues (Rede) e da socióloga Rosângela da Silva, a Janja, sua esposa, além de militantes. A concentração ocorreu na Praça dos Martírios, na região central e seguiu pelas ruas da capital, arrastando uma multidão. “A razão pela qual eu estou fazendo essa viagem por Nordeste é de agradecimento a cada cidadão que votou em mim no primeiro turno. Sou muito sensível ao gesto democrático de vocês e a confiança que depositaram em mim. Faltou pouco para a vitória vir no primeiro turno. Mas Deus me coloca à prova e vou disputar o segundo turno”, disse Lula. Lula falou sobre o orgulho de ser nordestino e que nunca esteve conformado com a situação da região que sempre ocupou as manchetes dos jornais com números de crianças desnutridas, fora da sala de aula, analfabetas, e a falta de oportunidades para a formação profissional. “Durante os primeiros 300 anos de descoberta do Brasil era a região mais rica. Eu resolvi que era preciso cuidar do Nordeste”, acrescentou. O petista aproveitou, em seu discurso, para fazer uma prestação de contas de suas ações e investimentos na região na época que governou o país. Segundo Lula, foram R$ 731 bilhões em obras de infraestrutura. Somente no Minha Casa, Minha Vida foram destinados R$ 114 bilhões, o mais importante programa habitacional no país. “Em Alagoas, 400 mil pessoas foram beneficiadas com o Bolsa-Família, foram criados 164 mil novos postos de trabalho, 75 mil moradias entregues no Minha Casa Minha Vida, 59 mil cisternas para consumo e produção, 95 mil famílias beneficiadas com o Luz para Todos. É apenas um exemplo. Aqui em Alagoas, foram investidos mais de R$ 34 bilhões. Tomei a decisão de cuidar do Nordeste como se fosse minha família”, acrescentou Lula. O povo nordestino, ainda segundo o ex-presidente, necessitava de oportunidades, indústria, política de turismo, melhorar o nível de formação intelectual e profissional. “Comecei a investir em universidades, campi, escolas técnicas e tenho o orgulho de ser o presidente que mais investiu em educação no Nordeste. Duvido que tenha história republicana, desde Marechal Deodoro da Fonseca, alguém que colocou metade do dinheiro que coloquei em Alagoas”. Ainda falando sobre dignidade, Lula reafirmou seu compromisso com a garantia do direito à igualdade para todos, como moradia, educação, trabalho, salário acima da inflação. “Todos têm o direito de comprar um carro, computador para nossos filhos, direito de viajar. Ninguém nasceu para ser pobre. Ninguém tem orgulho de ser pobre. Eu quero melhorar de vida. Eu quero ser da classe média. Quero ganhar bem, estudar, morar, ter acesso à cultura”, acrescentou. A igualdade salarial entre homens e mulheres também foi defendida pelo candidato. “Quando eu voltar ao governo, vamos regular lei e a mulher brasileira vai ganhar igual ao homem se exercer a mesma função e isso está garantido na Constituição Federal. É preciso ter responsabilidade”. Lula ainda se comprometeu em reconstruir o Brasil e disse se orgulhar de sua presidência na República e demais conquistas para o trabalhador, com mais de 22 milhões de empregos criados, com carteira assinada e todos os direitos garantidos. “Não vamos privatizar a Petrobras, Correios, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste. O estado vai voltar a ser o indutor da economia, financiar o crédito ao empreendedor com juros baratos para iniciar seu negócio próprio. Vamos colocar crédito para que esse país volte a crescer”, falou Lula sobre a economia. Para finalizar, Lula afirmou que irá reconstruir o Brasil, prometendo aumentar o salário-mínimo todos os anos, tratamento de respeito ao aposentado, geração de emprego e renda, acabar com a fome no país, retomar quase 14 mil obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), destinar crédito para a agricultura familiar e investir em universidade.

Mais matérias
desta edição