app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Política

RODRIGO CUNHA PERDE ALIADOS IMPORTANTES ASSESSORIA Rodrigo Cunha deve terminar a campanha menor do que quando entrou Já o senador Rodrigo Cunha, ao que tudo indica, terminará a campanha menor do que entrou. O candidato não conseguiu em nenhum momento ultrapassar o teto de 45% de votos válidos nas pesquisas e acabou perdendo aliados importantes, entre eles o deputado Davi Maia (UB) que recentemente apareceu no guia eleitoral de Paulo Dantas. Cunha vem sendo muito cobrado por seu silêncio em rel

Já o senador Rodrigo Cunha, ao que tudo indica, terminará a campanha menor do que entrou. O candidato não conseguiu em nenhum momento ultrapassar o teto de 45% de votos válidos nas pesquisas e acabou perdendo aliados importantes, entre eles o deputado Dav

Por Assessoria | Edição do dia 22/10/2022 - Matéria atualizada em 22/10/2022 às 04h00

Já o senador Rodrigo Cunha, ao que tudo indica, terminará a campanha menor do que entrou. O candidato não conseguiu em nenhum momento ultrapassar o teto de 45% de votos válidos nas pesquisas e acabou perdendo aliados importantes, entre eles o deputado Davi Maia (UB) que recentemente apareceu no guia eleitoral de Paulo Dantas. Cunha vem sendo muito cobrado por seu silêncio em relação aos problemas na Justiça envolvendo o time que o apoia, como o deputado Arthur Lira, condenado pela Operação Taturana, ou os irmãos Pauline e Joãozinho Pereira, além de prefeitos com extensa ficha policial junto à Polícia Federal. A estratégia de não se posicionar sobre o seu candidato à presidência da República também é alvo de críticas, visto que era esperado partir dele o apoio à reeleição de Jair Bolsonaro (PL). Diante do acirramento nacional, Cunha adotou o tom de “neutralidade”, o que é alvo de críticas de bolsonaristas em Alagoas. E esse cenário foi mostrado na pesquisa do Ipec, divulgada na última quinta-feira, 20 de outubro: Paulo Dantas tem 55% das intenções de votos, enquanto Rodrigo estava com 45%. Além disso, a maioria dos eleitores apontou que não pretende mudar o voto.

Mais matérias
desta edição