app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Política

Obras do Salgadinho devem ser entregues no final de 2023

Município está investindo R$ 80 milhões na revitalização do riacho, que beneficiará comunidades carentes e terá impacto no turismo

Por TATIANNE BRANDÃO E JOBISON BARROS | Edição do dia 18/11/2022 - Matéria atualizada em 18/11/2022 às 04h00

Durante vistoria nas obras do Riacho Salgadinho, na manhã desta quinta-feira (17), o prefeito de Maceió, JHC, anunciou que a conclusão dos trabalhos está prevista para o final do próximo ano, beneficiando 300 mil pessoas. O “Renasce Salgadinho” é considerado a maior obra ambiental da história da capital alagoana. A inspeção teve início no canteiro de obras, na Ladeira Geraldo Melo dos Santos, no bairro do Farol. Na oportunidade, o prefeito destacou a importância da revitalização para a população maceioense ao enfatizar que os investimentos passam de R$ 80 milhões, recursos próprios do município. Segundo JHC, o objetivo dos trabalhos é resgatar toda a área para a população, por meio da chamada “inteligência urbana”. “O que já foi cartão-postal é motivo de muito orgulho, agora estamos resgatando. Haverá um crescimento em toda a região por conta desses investimentos, que vão passar de R$ 80 milhões, além dos ajustes que nós estamos fazendo para que essa obra fique ainda mais completa, para que a gente tenha acessibilidade, que se torne um parque linear caminhável e as pessoas possam fazer atividades físicas, muito diferente do que nós vivemos lá atrás, que era um completo abandono, ausência de projetos, ausência de vontade política para poder fazer uma obra estruturante e transformadora, como o Renasce Salgadinho. Será uma das principais obras da nossa gestão”, frisou. Na ocasião, JHC disse que todas essas obras passam por trechos importantes de comunidades carentes, como o Vale do Reginaldo, atingindo o Riacho do Sapo, do Gulandim, águas férreas, ou seja, haverá a recuperação de toda a área ambiental. “Isso acaba impactando também na saúde dessas pessoas, melhorando a qualidade de vida, porque estamos entrando com educação ambiental para que haja descarte regular e da forma correta de lixo e resíduo, e vamos impactar em indicadores na nossa saúde”, reforçou o prefeito.

TURISMO

O gestor ainda ressaltou que as obras tem previsão de término para o final de 2023, trazendo benefícios diretos a 300 mil pessoas. Conforme destacou, o Salgadinho fica ao lado do Porto de Maceió, um dos principais locais de recepção de turistas que vêm visitar Maceió e se encantam com suas belezas naturais. Maceió conta, hoje, com um terminal turístico, que foi entregue em parceria com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), com participação da bancada federal.

“Os turistas que vêm nos visitar ou vão embarcar em cruzeiros aqui vão ver uma Maceió completamente diferente. Além da revitalização que fizemos no Jaraguá e, também, de toda a Praia da Avenida, os impactos na economia e desenvolvimento social são imensuráveis. É um ganho para cidade sem tamanho”.

Além disso, comerciantes serão beneficiados com as obras, uma vez que será construído um boulevard, com todas as intervenções necessárias. “Até o meio do ano, a obra estrutural, técnica, deverá ser concluída, mas, como fizemos alterações no projeto para que se torne um espaço de convívio em que as pessoas sejam estimuladas a estarem naquele local, vamos mudar o projeto. São ideias superficiais, então a gente deve estender um pouco mais”, salientou o prefeito.

BALNEABILIDADE

Ainda no canteiro de obras, o prefeito afirmou que a carga de esgoto que deságua no Salgadinho acabe, mudando, assim, a balneabilidade da região, por meio de uma destinação correta dos dejetos. “Quem mora próximo já ficou estimulado, então, muita coisa vai surgir depois. O poder público está dando um grande impulso para o poder privado chegar junto”, finalizou JHC.

Mais matérias
desta edição