app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Política

Prefeitos e trade comemoram recriação da Secretaria de Turismo

Pasta ajudará na atração de novos negócios e empreendimentos; setor também cobra continuação de obras de infraestrutura

Por arnaldo ferreira | Edição do dia 19/11/2022 - Matéria atualizada em 19/11/2022 às 04h00

A repercussão do anúncio feito pelo governador reeleito Paulo Dantas (MDB)de devolver ao Turismo prestigio com a reativação da Secretaria de Estado, ocorreu em todos os setores da cadeia e do trade. Os empresários acreditam que a Setur (Secretaria de Estado do Turismo) desburocratizará as relações entre o público e o privado, favorecerá atração de mais investimentos, execução de política de divulgação das potencialidades de Alagoas como destino nacional, internacional terá mais agilidade e melhorará o relacionamento político. Os grupos que formam o trade do turismo, prefeitos e investidores, além de aprovarem as declarações do governador, em 15 de dezembro, durante a solenidade de comemoração da Proclamação da República em Marechal Deodoro, aproveitaram para solicitar que o governo mantenha os investimentos em saneamento e infraestrutura. “A criação da Secretaria de Estado do Turismo é um projeto da minha nova gestão que começa em 1º de janeiro de 2023. É irreversível. Este é um compromisso que assumi durante a campanha com o setor, com a sociedade alagoana e está mantido”, disse Paulo Dantas à Gazeta, em Marechal Deodoro. Ele acrescentou que o setor vem despontando como um dos mais importantes no cenário econômico e precisa ter uma secretaria própria, com organograma específico, dotação orçamentária e possa definir as melhores estratégias para o fortalecimento desse setor. “O turismo gera milhares de empregos o ano inteiro, gera renda, movimenta toda a economia e fortalece o estado na política de atração de mais investimentos”. Com relação às obras de saneamento e de infraestrutura, Paulo assegurou que o Estado vai manter todo o cronograma de duplicação de estradas, melhorias urbanas, obras de saneamento e de abastecimento como o Canal do Sertão. Ele acredita que o relacionamento com o governo federal será melhor. “O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem uma atenção especial com o nosso estado e nós também temos uma boa relação com o presidente Lula”. Prefeitos como Fernando Sérgio Lira (PP) de Maragogi, que é o segundo destino mais procurado pelos turistas na alta e baixa temporada, comemorou os investimentos que a gestão Dantas tem feitos na região dele como a continuação das obras do aeroporto Costa dos Corais, as obras de infraestrutura e saneamento na região. “Neste momento o município tem empregos para todos que quiserem trabalhar. A cidade que tem mais de 33 mil habitantes costuma triplicar a população na alta temporada. Portanto, o turismo é fundamental para a nossa economia”, destacou Fernando Sérgio Lira.

Trade

O trade turístico de Alagoas reúne diversas entidades: a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (Abih/AL) com 105 associados, a Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel)com mais de 450 associados, o Sindicato de Hospedagem e de Empresas de Alimentação (Hotéis, Bares e Restaurantes) com 40 associados, além de empresários do setor, investidores e empreendedores de pequeno e médio portes. A maioria recebeu bem a intenção do governo em devolver ao setor a pasta força política com o status de secretaria de Estado. O setor do turismo na atual gestão estadual é ligado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Turismo. O governador Paulo Dantas além de prestigiar o setor na nova gestão que começa a partir de primeiro de janeiro, garantiu que continuará os investimentos em obras de infraestrutura. Este compromisso de Dantas, segundo o presidente da Abih/AL, empresário André Santos, é fundamental.

“Precisamos que o Estado continue os investimentos para o desenvolvimento do setor”. Para os líderes dos hoteleiros, o estado tem se destacado como o maior investidor voltado para o turismo. “O setor de marketing da secretaria de Turismo tem condições de focar em campanhas fundamentais para melhorar a movimentação econômica na cadeia. A gente observa que com poucos recursos é possível se obter bons resultados’.

Expectativa

Todos os setores do trade vivem um misto de euforia com a chegada da temporada 2022/23. Primeiro, porque acabou as disputas eleitorais que de certa forma retraíram os movimentos e investimentos no setor. Por outro lado, vem a Copa do Mundo de futebol que vai movimentar as cidades. Porém, o temor é que essa movimentação da copa comprometa projetos de réveillons. “A gente não sabe até que ponto a Copa do Mundo pode contribuir com as festas de fim de ano. Esta incerteza”, revelou André Santos.

Além da insegurança para novos investimentos, os empresários dos setores do trade esperam também mais definições de como será a política econômica do governo federal a partir de janeiro de 2023. “Todos os setores econômicos, inclusive o turismo, vivem a expectativa de como será a nova política econômica. Quanto mais rápido isto ficar claro será bom para todo mundo”, acredita o presidente da Abih. A Setur nesse caso funcionará como um aval importante e agilizará a formatação de novos negócios e empreendimentos. O setor quer também fazer parte do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado. Na busca de novos negócios, as empresas estão agindo uniforme, articulada e conseguem, por exemplo, que as empresas aéreas também apostem em Alagoas como um dos importantes destinos da malha área. O trade aposta ainda no setor de eventos esportivos. O presidente da Abih/AL, André Santos, e os outros empresários dos setores do trade mantiveram contatos com seis promotores de eventos fortes como as maratonas, ciclismo, triatlo, vela e outras modalidades esportivas. Os empresários do turismo acreditam que com a ajuda da nova Secretaria de Turismo será possível incluir Alagoas nesses circuitos nacionais e algumas modalidades internacionais. “Os circuitos esportivos têm público, atraem investimentos e independem de temporadas. Eles têm agenda e calendário próprios que se moldam com facilidades e sem entraves burocráticos. Os promotores desses eventos ficaram encantados com o litoral sul, com o litoral norte e demonstraram interesse em realizar competições no estado”, revelou André Santos, ao confirmar que os promotores de eventos esportivos retornaram em fevereiro com representantes de outras categorias esportivas para traçarem novos projetos. Além disso, o setor nos últimos cinco anos atraiu investimentos milionários que resultaram na construção de 15 hotéis, alguns desses empreendimentos envolveram investimentos que variaram entre R$ 30 milhões e R$ 80 milhões.

“Hoje, a intenção dos investidores é colocar Alagoas na rota nacional e internacional dos destinos turísticos mais procurados do Paí”, revelou André Santos. “Por isso, é importante melhorar a nossa infraestrutura. Alagoas está muito bem no ranking do turismo nacional”.

Mais matérias
desta edição