app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5757
Política

Governo amplia número de vagas e adia concurso para delegado

Serão 50 vagas para preenchimento imediato e 50 para cadastro de reserva; inscrições serão reabertas

Por Thiago Gomes e Tatianne Brandão | Edição do dia 03/12/2022 - Matéria atualizada em 03/12/2022 às 13h57

O governo do Estado adiou a realização do concurso para delegado da Polícia Civil (PC) e anunciou o aumento do número de vagas para 100. O processo será reaberto para que as inscrições possam ser feitas e, agora, serão oferecidas 50 vagas para preenchimento imediato e mais 50 para formação de cadastro de reserva. O certame terá validade de dois anos, prorrogáveis por mais dois, segundo informou a secretária de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Renata Santos, durante coletiva de imprensa, na manhã desta sexta-feira (2). O novo edital será publicado na semana que vem, conforme promessa do governo. Nele, vai constar o cronograma com a reabertura das inscrições e a data dos exames. “O estado vem aprimoramento seu efetivo com diversos concursos. Tivemos da Polícia Penal, Corpo de Bombeiros, que vão ser nomeados em janeiro, Polícia Militar na fase final de homologação e para delegado. Após muita discussão da equipe de transição, foi verificado que a quantidade de vagas ofertadas no certame traria um risco para a Polícia Civil pela quantidade de delegados que estão para se aposentar pela continuidade do trabalho. Depois de muita conversa, levamos para o governador a possibilidade de aumentar a quantidade de vagas para o concurso de 11 de dezembro”, explicou Renata Santos. Ela adiantou que, para adiar o concurso, o governo vai reabrir as inscrições - para dar mais chance para quem não conseguiu se inscrever - e remarcar a data das provas. “É uma notícia de última hora. Alguns concurseiros vão ficar chateados, alguns com voos e hotéis reservados, mas foi feita essa análise. Vão ter mais tempo de estudar e mais chances”, avaliou a secretária. O Cebraspe foi escolhido como avaliador do concurso. A taxa de inscrição deve permanecer a mesma: R$ 400.

CARGO

Para concorrer ao cargo os interessados precisam ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A remuneração é de R$ 20.665,50, com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

ETAPAS

O concurso público será composto de duas etapas. A primeira terá as fases de provas objetivas e prova discursiva, teste de aptidão física, exames laboratoriais e médicos, avaliação psicológica, investigação social e avaliação de títulos. A segunda etapa será o curso de formação profissional.

Mais matérias
desta edição