app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Política

DEPUTADO DIZ QUE 12 ALAGOANOS ESTÃO PRESOS NO DF APÓS ATOS

Cabo Bebeto aciona Defensoria Pública Estadual para ofertar apoio jurídico aos detidos

Por Jonathas Maresia | Edição do dia 14/01/2023 - Matéria atualizada em 14/01/2023 às 04h00

Um total de 12 alagoanos está detido em Brasília após os atos de vandalismo registrados na Praça dos Três Poderes, no último domingo (8). São, ao menos, oito homens e quatro mulheres que estão nas unidades prisionais do Distrito Federal.

Na sexta-feira (13), a Defensoria Pública de Alagoas (DPE) foi acionada pelo deputado estadual Cabo Bebeto (PL) e, após isso, reuniu-se com familiares, que buscam apoio jurídico para o caso.

De acordo com o parlamentar, desde a última segunda-feira (9), seu gabinete foi acionado para ofertar assistência diante da completa ausência de informações que os familiares dos alagoanos relataram. Cabo Bebeto disse que muitos dos presos estão incomunicáveis e que as famílias estão sem nenhuma informação. “A Defensoria Pública de Alagoas nos recebeu nesta sexta-feira e informou que representantes vão viajar a Brasília para dar total assistência a nossos conterrâneos e acompanhar de perto todos os trâmites, para trazer maior tranquilidade às famílias que estão apreensivas por não receberem informações mais concretas da real situação de quem está lá”, detalhou o deputado.

Ao parlamentar, familiares relataram que muitos dos alagoanos presos não teriam relação direta com os atos registrados no domingo, mas acabaram presos pelas autoridades por estarem acampados no QG em frente ao Quartel do Exército e outros motivos que não são ligados diretamente ao que aconteceu. “A situação é, de fato, muito complicada e acredito que a Defensoria Pública atuará de forma legal e necessária”, frisou o parlamentar..

Mais matérias
desta edição