app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Política

LULA DIZ QUE TAXA DE JUROS ‘É UMA VERGONHA’

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reforçou, ontem, as críticas à atuação do BC (Banco Central) e disse que a atual taxa de juros no país, a Selic, é uma vergonha.“Não existe justificativa nenhuma para que a taxa de juros esteja em 13,5% [ao ano]

Por Folhapress | Edição do dia 07/02/2023 - Matéria atualizada em 07/02/2023 às 04h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reforçou, ontem, as críticas à atuação do BC (Banco Central) e disse que a atual taxa de juros no país, a Selic, é uma vergonha.

“Não existe justificativa nenhuma para que a taxa de juros esteja em 13,5% [ao ano]. É só ver a carta do Copom para a gente saber que é uma vergonha esse aumento de juro”, disse Lula. A manifestação ocorreu durante a posse do novo presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, no Rio de Janeiro.

“O problema não é de banco independente, não é de banco ligado ao governo. Problema é que esse país tem uma cultura de viver com os juros altos”, afirmou Lula.

O presidente ainda conclamou setores como o empresariado a fazer cobranças sobre o nível de juros no país. Lula disse que a “classe empresarial precisa aprender a reivindicar, a reclamar dos juros altos”.

Na última quarta-feira (1º), o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central manteve a taxa básica de juros em 13,75% ao ano pela quarta reunião consecutiva -a primeira desde que o presidente Lula tomou posse. A autoridade monetária também sinalizou que deve deixar os juros no nível atual por mais tempo. O presidente e ministros consideram que o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, traiu a confiança do governo, que contava com o órgão para participar de um esforço conjunto para o Brasil superar os problemas econômicos atuais sem passar por uma recessão.

Mais matérias
desta edição