app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Política

Campanha da elei��o na C�mara segue acirrada

O candidato avulso do PT à presidência da Câmara, Virgílio Guimarães (MG), visitou ontem mais três Estados em busca de apoio à sua candidatura. Pela manhã, ele esteve no Amapá, onde se reuniu com o prefeito de Macapá, João Henrique Pimentel (PT), e com o

Por | Edição do dia 03/02/2005 - Matéria atualizada em 03/02/2005 às 00h00

O candidato avulso do PT à presidência da Câmara, Virgílio Guimarães (MG), visitou ontem mais três Estados em busca de apoio à sua candidatura. Pela manhã, ele esteve no Amapá, onde se reuniu com o prefeito de Macapá, João Henrique Pimentel (PT), e com o governador do Estado, Antônio Wadez (PDT). Ele disse ter saído desses dois encontros com a promessa de apoio à sua candidatura. “Tanto o prefeito como o governador vão agora conversar com os deputados da bancada para transmitir o seu apoio”, afirmou. À tarde, ele visitou Belém do Pará, e, à noite, seguiu para o Ceará. O discurso de Virgílio tem sido de apoio ao federalismo. O deputado mineiro tem prometido aumentar a força das bancadas estaduais se for eleito. “Minha candidatura representa o equilíbrio federativo. Vamos dar atenção maior às propostas dos Estados. Os deputados representam os governos estaduais. Na base do diálogo vamos favorecer a todos”, disse Guimarães. Hoje pela manhã o deputado parte em campanha para Fortaleza. Enquanto isso, o candidato oficial do PT à presidência da Câmara dos Deputados, Luiz Eduardo Greenhalgh (SP), caracterizou a publicação de novos diálogos gravados que o envolvem num suposto esquema de propina de 1989, conhecido com caso Lubeca, como uma tentativa de enfraquecer a sua candidatura. Irônico, o deputado afirmou esperar o surgimento de novos fatos contra ele, incluindo “um filho”.

Mais matérias
desta edição