app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Política

Ex-prefeito de Palestina tem contas rejeitadas

MAIKEL MARQUES Sucursal Arapiraca – O Tribunal de Contas de Alagoas  (TC/AL) rejeitou as contas do ex-prefeito de Palestina, Antônio José da Silva, o Toninho, referente ao exercício financeiro de 2002. Toninho teve o mandato cassado em 2003 por suspeita

Por | Edição do dia 04/02/2005 - Matéria atualizada em 04/02/2005 às 00h00

MAIKEL MARQUES Sucursal Arapiraca – O Tribunal de Contas de Alagoas  (TC/AL) rejeitou as contas do ex-prefeito de Palestina, Antônio José da Silva, o Toninho, referente ao exercício financeiro de 2002. Toninho teve o mandato cassado em 2003 por suspeitas de irregularidades administrativas. O parecer foi dado pelo conselheiro Otávio Lessa Santos e aponta falhas em diversos setores da administração municipal. Entre as falhas constam a distribuição irregular de material destinado a famílias carentes, despesas com aquisição de gêneros alimentícios e contratação de serviços e aquisição de materiais sem licitação. Além da não localização das ruas que o ex-prefeito diz ter calçado, os técnicos encontraram irregularidades também na aplicação de recursos do Fundef. De acordo com o documento, não há assinatura no espaço reservado ao atesto de processos de despesa e também não consta informação sobre as escolas que receberam equipamentos escolares. No seu parecer Otávio Lessa entendeu que a defesa apresentada pelos acusado não sanou as falhas observadas no processo investigativo das denúncias contra o ex-prefeito, daí a rejeição de suas contas, que também não podem merecer provação pela Câmara de Palestina. Toninho deixou o poder em 2003, quando teve o mandato cassado. Ele foi substituído pelo então presidente da Câmara de Vereadores, Erasmo Silva Carvalho, conhecido como Lalo e que administrou o município até o final de 2004. Perdeu a eleição para o agropecuarista e atual prefeito Júnior Alcântara (PP).

Mais matérias
desta edição