app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Política Solenidade de abertura do Summit Executivo Sustentabilidade e Negocios em Maceio. 

Foto: Pei Fon/Agencia Alagoas

1º DIA DO SUMMIT SUSTENTABILIDADE REÚNE POLÍTICOS E EMPRESÁRIOS

Evento discute caminhos de sustentabilidade em meio à tecnologia, inovação e competitividade

Por tatianne lopes | Edição do dia 10/11/2023 - Matéria atualizada em 10/11/2023 às 04h00

A edição do Summit Executivo Sustentabilidade e Negócios teve início ontem, com a presença de políticos e empresários de Alagoas e outras regiões. O evento que se estende até esta sexta-feira (10), no Hotel Jatiúca, em Maceió, discute caminhos de sustentabilidade em meio ao desenvolvimento tecnológico, inovação e competitividade em negócios. O diretor executivo da Organização Arnon de Mello, Luís Amorim, também esteve presente à abertura do evento.

O Summit é uma iniciativa do MAC, Movimento Alagoas Competitiva, e a finalidade é disponibilizar informação de qualidade com foco na disseminação do conhecimento, propondo a ampla exposição de ideias, conceitos, processos e iniciativas que possam, assim, auxiliar o desenvolvimento dos negócios em Alagoas, aumentando a competitividade da economia.

“A sustentabilidade no meio empresarial é algo que a gente conseguiu equilibrar na parte econômica com o ambiental e o industrial e o MAC (Movimento Alagoas Competitiva) quer provocar dentro do alagoano, dentro da nossa cidade, situações de oportunidades. E no Summit, nós vamos falar sobre transição energética, falar sobre o Rio São Francisco, o que tem de mais novo e o que isso pode trazer de oportunidades para nosso Estado e nosso Município”, afirmou Alexandre Mendonça, presidente do MAC e da Carajás Home Center.

Ao todo, são nove painéis distribuídos nos dois dias de evento. No primeiro dia do evento, o empresário Alexandre Mendonça participou de painel sobre ESG (Environmental, Social and Governance), ao lado de Wilson Poit; de Vinicius Lages, diretor-superintendente do Sebrae-AL; e de Renata Santos, secretária da Fazenda de Alagoas.

Também palestraram nomes como Luiz Peixoto Neto, presidente da Casal; Humberto Soares, presidente da Equatorial Alagoas; Ediberto Omena, presidente da Algás; Alexandre Barros, superintendente de Infraestrutura Hídrica da Seinfra.

No dia 10, Alexandre Mendonça ainda mediará o painel sobre transformação sustentável junto do prefeito de Maceió, JHC.

REGIÃO SUL

O crescimento da região Sul de Alagoas também será destaque no evento. A cidade de Coruripe, uma das que mais crescem no litoral, vai implantar uma fábrica de motores elétricos, que deve gerar cerca de 1.200 empregos.

“É um tema muito importante, porque se trata de um carro movido à energia elétrica. Não somos donos do planeta, mas meros administradores. E, através de práticas socioambientais, podemos tornar esse mundo ainda ambientável, principalmente, nos dias de hoje, com tempestades, pandemia da Covid. Hoje, você tem que buscar o lucro, mas harmonizando os interesses sociais e ambientais. Não se pode ter buscas acima do lucro e esquecer as demais tarefas em prol do meio ambiente”, disse o diretor-executivo da Organização Arnon de Mello (OAM).

“Com relação a Alexandre, ele é uma grande liderança aqui no mercado, com atitudes inovadoras que trazem em seu bojo a sustentabilidade. Por isso, estamos aqui para presenciar o que ele tem a falar e podermos contribuir positivamente, de alguma maneira”, completou.

A implantação da fábrica de motores elétricos está em andamento na cidade de Coruripe, na região Sul de Alagoas. A operacionalização se dará por fases, sendo que, na primeira, a proposta é gerar cerca de 40 empregos, chegando em sua última etapa a gerar mais de 1.200 empregos diretos e indiretos. As obras para a instalação começam no próximo mês, com a geração inicial de 258 empregos diretos.

“Nós temos procurado fazer com que Coruripe seja marco do desenvolvimento de toda a região. Estamos muito animados, já concedemos a primeira parte dos benefícios que foram combinados com a empresa, vamos antecipar o início das operações e já vai funcionar a partir de janeiro, estamos na fase de desapropriação do terreno e a gente espera que nesse tempo de investimento se gere em torno de mil empregos diretos para nossa região”, afirma Marcelo Beltrão, prefeito de Coruripe. .

Mais matérias
desta edição