app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Política

Partidos confirmam frent�o para disputar governo

O PDT, PPS e o PTB estarão realmente juntos nas eleições deste ano, formando a coligação Frente Trabalhista. A aliança foi confirmada, ontem, durante uma reunião realizada no Hotel do Sol, entre o vice-governador Geraldo Sampaio, o deputado federal Regis

Por | Edição do dia 07/05/2002 - Matéria atualizada em 07/05/2002 às 00h00

O PDT, PPS e o PTB estarão realmente juntos nas eleições deste ano, formando a coligação Frente Trabalhista. A aliança foi confirmada, ontem, durante uma reunião realizada no Hotel do Sol, entre o vice-governador Geraldo Sampaio, o deputado federal Regis Cavalcante e o deputado estadual Antônio Albuquerque. O encontro também serviu para reafirmar a posição dos partidos de lançar candidatos próprios nas chapas majoritária e proporcional. “Teremos candidatos ao governo do Estado, ao Senado, à Câmara Federal e à Assembléia Legislativa. Ainda não estamos discutindo nomes, pois isso ocorrerá numa outra etapa, quando faremos uma ampla discussão, incluindo o PFL, o PRTB e o PPB”, explicou Sampaio. A reunião, que estava prevista para o último domingo, entre o PDT, PPS, PTB, PRTB, PFL e PPB foi adiada para a próxima segunda-feira, dia 13. O encontro está marcado para as 10h, na sede do PTB. A reunião contará com a presença do deputado Antônio Albuquerque, representando o PTB, do vice-governador Geraldo Sampaio, pelo PDT, dos deputados federais Regis Cavalcante (PPS), Thomaz Nonô (PFL) e Augusto Farias (PPB), além do presidente do PRTB, Elionaldo Magalhães. “Na próxima segunda-feira deveremos nos reunir em conjunto”, disse o presidente da Assembléia Legislativa, Antônio Albuquerque. De acordo com ele, o objetivo inicial das conversas é unir as legendas em torno do mesmo propósito. Outros partidos, além dos citados, também poderão se juntar ao bloco, mas Albuquerque não quis revelar quais são. O deputado disse que os partidos políticos têm até o dia 30 de junho para definir os candidatos e coligações, mas que a frente oposicionista poderá ser definida antes desse prazo.

Mais matérias
desta edição