app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Política

Marco Aur�lio assume em lugar de FHC

Brasília – Em cerimônia na Base Aérea de Brasília, aberta à imprensa, Fernando Henrique Cardoso transmite oficialmente, hoje, às 8h30, o cargo de presidente da República ao ministro Marco Aurélio Mello, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), quarto

Por | Edição do dia 15/05/2002 - Matéria atualizada em 15/05/2002 às 00h00

Brasília – Em cerimônia na Base Aérea de Brasília, aberta à imprensa, Fernando Henrique Cardoso transmite oficialmente, hoje, às 8h30, o cargo de presidente da República ao ministro Marco Aurélio Mello, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), quarto na linha sucessória. Embora Marco Aurélio seja um opositor e voraz crítico do governo, FHC lhe deixou agrado: a sanção do projeto que cria a TV por assinatura do Judiciário, a TV Justiça. Fernando Henrique, propositalmente, deixou que este ato fosse sancionado pelo presidente do STF, para homenageá-lo. Em contrapartida, Marco Aurélio Mello, que permanecerá durante sete dias no Palácio do Planalto comandando o País, promete não tomar medidas polêmicas. Neste período em que estará à frente do Palácio do Planalto, Marco Aurélio não pretende assinar medidas provisórias, nem mesmo para resolver o problema da falta de pagamento de precatórios por alguns Estados, conforme foi cobrado hoje, durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Não há também MPs para serem reeditadas neste período. Tranqüilidade “É uma interinidade e tudo será tranqüilo”, garantiu ontem o presidente do STF, que promete cumprir uma agenda bem semelhante a que costuma ter à frente do Supremo. Ele concederá audiências a juízes, a ministros do Tribunal Superior do Trabalho, a integrantes do Ministério Público e a advogados. Provocado se sua interinidade será marcada por surpresas, ele foi evasivo: “por enquanto, não tenho nada em vista”. Durante uma semana todos os poderes da República serão comandados por interinos. O vice-presidente da República, Marco Maciel, está na Suécia. Os presidentes da Câmara, deputado Aécio Neves, e do Senado, Ramez Tebet, acompanharão Fernando Henrique na viagem à Itália e à Espanha. E o STF estará sendo comandado por Ilmar Galvão, já que Mello estará no Planalto. Marco Aurélio não pretende, tambémm entrar na polêmica travada pelo governo com o Congresso, para que a CPMF seja aprovada, nem mesmo tomar medidas em relação ao aumento dos salários dos magistrados, outro assunto que tem sido alvo de discussão entre os dois poderes. Pelo menos mais duas vezes Marco Aurélio Mello assumirá o Planalto. Em julho, Fernando Henrique viajará para a Argentina e o Equador e em agosto, estará na África do Sul, participando da conferência Rio+10, sobre biodiversidade.

Mais matérias
desta edição