app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

Fontan x Matheus: elei��o deve ser hoje

| ODILON RIOS Repórter A Câmara Municipal de Maceió escolhe hoje, às 10h da manhã, a nova composição da Mesa Diretora, que só assumirá a função em dezembro do ano que vem. A antecipação da eleição foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) de

Por | Edição do dia 13/12/2005 - Matéria atualizada em 13/12/2005 às 00h00

| ODILON RIOS Repórter A Câmara Municipal de Maceió escolhe hoje, às 10h da manhã, a nova composição da Mesa Diretora, que só assumirá a função em dezembro do ano que vem. A antecipação da eleição foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) de quinta-feira, mas que circulou apenas ontem na capital alagoana e gerou confusão envolvendo uma das chapas (ver detalhes abaixo). A convocação para a eleição foi do presidente Arnaldo Fontan (PFL), que vai concorrer ao cargo com Cristiano Matheus (PFL). Até o final da tarde de ontem, Fontan teria pequena vantagem de votos, mas o grupo de Matheus contava também com uma “boa vantagem”, sem informar exatamente quantos vereadores teriam aderido à sua chapa. Fontan não foi localizado ontem pela Gazeta. Segundo sua assessoria, estava participando de longas reuniões, longe da imprensa e em local que não foi informado. Quem fica com quem Levantamento feito ontem pela Gazeta, no fim da manhã e à tarde, apontava pequenas alterações nas composições das chapas. Fontan estava na frente com pequena vantagem: tinha 12 vereadores. Além de Fontan, Galba Novaes (PL), Davi Davino (PSDB), Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca (PTB), Marcelo Malta (PCdoB), Alan Balbino (PTB), Eduardo Canuto (PV), Dudu Holanda (PTB), Damásio Ferreira (PTdoB), Carlos Ronalsa (PMDB), Berg Holanda (PTB) e Marcos Alves (PDT). Berg Holanda era citado como ligado ao grupo de Matheus, mas teria desistido de apoiá-lo. Alves, “indefinido” há duas semanas, teria escolhido ficar com Fontan. Ronalsa é titular da vaga ocupada pelo suplente Robson Calheiros (PMDB). Neste grupo, as reuniões são constantes e, de dez em dez minutos, Novaes e Fontan passam a vista na lista dos apoios ao atual presidente da Mesa Diretora. Matheus, até ontem, havia ficado com nove vereadores: além dele próprio e de José Márcio (PTB), Diogo Gaia (PFL), Marcelo Victor (PTB), Gerônimo Ciqueira (PFL), Fátima Santiago (PTB) e Chico Holanda (PTdoB), o grupo teria ganhado o reforço do pastor João Luiz (PMDB) e Judson Cabral (PT), há duas semanas indefinidos. O grupo contava com “trairagens” nas hostes de Fontan. A eleição só será decidida mesmo na abertura da urna, já que uma regra circulava nos bastidores ontem: “Ainda tem a noite, a madrugada e um pedacinho da manhã desta terça-feira”. ### Diário Oficial: novo capítulo na disputa Ontem, em mais um capítulo na “guerra” pelo poder na Câmara de Maceió, o atual vice-presidente, Cristiano Matheus (PFL), que disputa a vaga com Fontan, reclamava que só teve acesso ao Diário Oficial do Município (DOM) no fim de semana e acusou pessoas da prefeitura de tentarem impedir o acesso dele ao Diário. “Mas o prefeito não tem nada a ver com isso”, explicou. A Gazeta apurou que um vereador – do grupo de Fontan – ligou para Matheus informando que no Diário do Município constava a convocação da eleição na Câmara para terça-feira. Contactado ontem pela Gazeta, Matheus disse que, na sexta-feira, um assessor seu foi à gráfica oficial, no Tabuleiro, tentar conseguir um exemplar do Diário. “A informação que ele recebeu é de que o Diário não poderia ser entregue”, contou Matheus. Segundo versão do diretor comercial da Cepal, que imprime e distribui o DOM, Herman Melo, ninguém poderia receber o Diário porque, “por força de uma portaria municipal, foi decretado ponto facultativo nas repartições. Apenas na segunda-feira [ontem] circularia o Diário do Município”, informou. A assessoria do prefeito confirmou que a circulação do DOM de quinta-feira foi feita apenas ontem, por causa do feriado de Nossa Senhora da Conceição (comemorado na quinta-feira passada) e do ponto facultativo na sexta-feira nas repartições municipais. Cristiano Matheus disse que, em contato com o prefeito Cícero Almeida (PTB), contou-lhe que havia conseguido um exemplar do Diário. A assessoria de Almeida não confirmou nem desconfirmou esse contato. Hoje, além da eleição, acontece a entrega do título de cidadão honorário ao prefeito Cícero Almeida, concedido àqueles que “trabalham pelo bem de Maceió”. O título foi uma proposta de Cristiano Matheus, que garante não ter pensado em atrair o prefeito para seu grupo. “A idéia era mais antiga”, informou. Vereadores de ambos os lados garantiam ontem que nenhum nome de peso na política alagoana tentava interferir na eleição da Mesa da Câmara. |OR ### Regimento pede apenas 11 vereadores A eleição para a Mesa Diretora da Câmara de Maceió, que deve ser hoje, obedece a regras do regimento interno da Casa de Mário Guimarães. A publicação do edital de convocação deve ser feita, no Diário Oficial do Município, 72 horas antes da eleição. Neste caso, o edital foi publicado no DOM de quinta-feira passada. Ainda pelo Regimento Interno, a sessão para a escolha da nova diretoria pode acontecer com a maioria absoluta da Casa, ou seja, se houver pelo menos 11 vereadores no plenário. O grupo vencedor deve ter a maioria dos votos e a eleição é secreta, o que aumenta a expectativa de “traição” entre os parlamentares. Algumas estratégias estavam sendo armadas ontem. Por exemplo, todos os vereadores deverão comparecer à sessão. Outra possibilidade é que apenas a maioria absoluta da Casa vá hoje à disputa, descartada ontem das discussões. |OR

Mais matérias
desta edição