app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Política

Ziane acusa prefeito de irregularidades

| PETRÔNIO VIANA Repórter A prefeitura municipal de Delmiro Gouveia continua sendo motivo de disputa entre dois grupos políticos que dominam o município. Na semana passada, foi a vez da deputada estadual Ziane Costa (PMDB) procurar a Gazeta para apresen

Por | Edição do dia 15/01/2006 - Matéria atualizada em 15/01/2006 às 00h00

| PETRÔNIO VIANA Repórter A prefeitura municipal de Delmiro Gouveia continua sendo motivo de disputa entre dois grupos políticos que dominam o município. Na semana passada, foi a vez da deputada estadual Ziane Costa (PMDB) procurar a Gazeta para apresentar fotos, entrevistas de rádio gravadas e um DVD que, na opinião dela, comprovam as irregularidades na administração do atual prefeito Marcelo Lima (PDT). No dia 3 de janeiro, uma decisão judicial afastou Lima do cargo. Já no dia 5, o Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-AL) devolveu o mandato ao prefeito. Depois de reassumir, Lima acusou seu rival, Marcos Antônio Silva, o “Marcos Costa” (PMDB), sobrinho do ex-prefeito Luiz Carlos Costa, o Lula Cabeleira, e primo de Ziane Costa, de ter retirado documentos, e equipamentos da sede da prefeitura. Segundo Ziane Costa, foi o próprio Marcelo Lima quem retirou o material da prefeitura. “Ele [Lima] não entregou as chaves da prefeitura. Tivemos que chamar um chaveiro para abrir o prédio e já encontramos tudo como estava, inclusive o computador do qual ele diz que nós retiramos o disco rígido”, acusou a deputada. De posse de um relatório que, diz ela, “aponta fraudes em licitações, manipulação de informações e dispensa ilegal de licitações”, Ziane acusou Marcelo Lima de estar tentanto esconder as falhas em sua administração. O relatório, supostamente elaborado pelos advogados da prefeitura de Delmiro Gouveia, entretanto, parece ter sido encomendado pela própria administração municipal e não tem nenhuma assinatura que comprove sua idoneidade. Para Marcelo Lima, a atitude de Ziane Costa não passa de “choro de derrotado”. “Eles não se conformam em ter perdido a eleição nas urnas. Não reconheço documento que não é assinado. Já prestei queixa sobre o desaparecimento dos documentos e comuniquei ao Tribunal de Contas”, avisou o prefeito.

Mais matérias
desta edição