app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Política

TRE espera atrair mes�rios volunt�rios

| LUIZA BARREIROS Repórter O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) designou uma comissão que terá como objetivo traçar estratégias para estimular eleitores a trabalharem como mesários voluntários nas eleições de 1º de outubro deste ano. A comi

Por | Edição do dia 28/01/2006 - Matéria atualizada em 28/01/2006 às 00h00

| LUIZA BARREIROS Repórter O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) designou uma comissão que terá como objetivo traçar estratégias para estimular eleitores a trabalharem como mesários voluntários nas eleições de 1º de outubro deste ano. A comissão é presidida pela juíza da 54ª Zona Eleitoral, Graça Gurgel, e integrada por outros cinco servidores do tribunal. O serviço de mesário é gratuito e as pessoas escolhidas pela Justiça Eleitoral para trabalhar nas eleições são obrigadas a atender ao recrutamento. Mesmo assim, segundo o próprio TRE, é alto o índice de falta de comparecimento de mesários e há um grande número de pessoas que chegam a abandonar o trabalho durante a votação. Na resolução aprovada na sessão da última terça-feira, os juízes eleitorais deixaram claro que esperam conscientizar os eleitores para a importância de atuar, de forma voluntária, como mesários nas mesas receptoras de votos nas eleições. Como atrativos para os voluntários, serão divulgadas vantagens como dois dias de folga para cada dia convocado como mesário, vale-alimentação no dia de eleição e critério de desempate em caso de promoção no serviço público. São proibidos de ser mesários candidatos e seus parentes até o segundo grau, membros de diretórios de partidos políticos com função executiva, autoridades, agentes policiais e funcionários no desempenho de funções de confiança do Executivo, além de funcionários do serviço eleitoral. Segundo a resolução do TRE, a lista dos voluntários será publicada até o dia 16 de junho. Se não for possível conseguir mesários voluntários suficientes, os juízes farão a convocação de outras pessoas, preferencialmente entre servidores públicos federais, estaduais e municipais.

Mais matérias
desta edição