app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Política

Tem�teo considera Frente de Oposi��o o maior fato pol�tico registrado em Alagoas

O deputado estadual Temóteo Correia (PTB) considera a Frente de Oposição,, que une os partidos PTB, PDT, PPB, PPS, PFL e PRTB, o fato de maior relevância política já registrado no processo eleitoral de Alagoas. Conforme o parlamentar, a junção dos parti

Por | Edição do dia 18/05/2002 - Matéria atualizada em 18/05/2002 às 00h00

O deputado estadual Temóteo Correia (PTB) considera a Frente de Oposição,, que une os partidos PTB, PDT, PPB, PPS, PFL e PRTB, o fato de maior relevância política já registrado no processo eleitoral de Alagoas. Conforme o parlamentar, a junção dos partidos serve para fortalecê-los na indicação dos candidatos a deputados federal e estadual, governador e senadores. “Certamente essa junção de partidos somente trará resultados positivos para o Estado”, assegurou. O parlamentar informou que os seis partidos são pequenos e que se atuassem de forma isolada não teriam força suficiente para indicação de seus candidatos. “A junção de todos eles será de grande importância para a formação da chapa majoritária”, acentuou. Candidatos Quanto à indicação de nomes para candidatos a deputados federais, senadores e governador do Estado, o deputado informou, ainda, que, dentro de 20 dias, já deverá haver confirmação. Ele acrescentou que para deputados estaduais já está definida a indicação de 12 a 14 deputados. “Vamos nos reunir com todos os partidos e escolher da melhor forma os nossos candidatos que enfrentarão o governo”, frisou. Aliança Conforme o parlamentar, o nome de Collor na Frente de Oposição serve para fortalecer a aliança entre os partidos que a compõem. Ele acrescentou, ainda, que “o partido de Ciro Gomes (PPS) precisa mais do apoio do ex-presidente Fernando Collor do que este daquele partido, e que a junção dos partidos tem muito mais força do que o PSS atuando isoladamente”, afirmou. Ele ressaltou também que o fato de o PRTB aliar-se ao PPS não significa que será firmado um compromisso entre Ciro Gomes e o ex-presidente Fernando Collor. Além disso, “ambos são independentes e têm autonomia própria para tomar suas decisões”, finalizou.

Mais matérias
desta edição