app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Política

Prorrogada licita��o para combust�veis

| LUIZA BARREIROS Repórter Nenhuma empresa distribuidora de combustível se interessou em participar da licitação – na modalidade pregão presencial – aberta pelo governo do Estado para abastecimento da frota de cerca de 1.900 veículos da administração es

Por | Edição do dia 03/02/2006 - Matéria atualizada em 03/02/2006 às 00h00

| LUIZA BARREIROS Repórter Nenhuma empresa distribuidora de combustível se interessou em participar da licitação – na modalidade pregão presencial – aberta pelo governo do Estado para abastecimento da frota de cerca de 1.900 veículos da administração estadual. As propostas deveriam ter sido apresentadas ontem, às 9 horas, na Secretaria da Fazenda. Durante todo o ano passado, os gastos do governo com combustíveis passaram de R$ 17 milhões. Segundo o secretário da Célula Coordenadora de Planejamento, Gestão e Finanças, Sérgio Dória, hoje a comissão de licitação deverá marcar uma nova data para apresentação de propostas. “Se novamente não houver comparecimento de nenhuma empresa, passaremos para a contratação direta, com dispensa de licitação”, disse. O edital de licitação prevê que vence o certame quem oferecer maior desconto sobre o preço do combustível na bomba e, além disso, apresentar um programa computadorizado de gerenciamento e controle de abastecimento dos veículos oficiais. O abastecimento deixa de ser feito nas bombas próprias do governo e passaria a ser feito na rede de postos da distribuidora. Sérgio Dória disse acreditar que as exigências constantes no edital, quanto ao número e localização dos postos em todo o Estado, tenham gerado o desinteresse das empresas. Ele admitiu que poderão ser feitas mudanças para atrair as distribuidoras. A idéia do governo é conseguir uma redução de pelo menos 30% na despesa com o combustível, instalando chips no veículos, que permitiriam maior controle sobre o consumo.

Mais matérias
desta edição