app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Política

Ministros candidatos deixam governo

| DA FOLHA ONLINE O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, deve deixar a equipe do presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o dia 31 deste mês. A sua saída foi autorizada ontem num encontro com o presidente Lula. Agnelo deve sair candidato ao governo do Di

Por | Edição do dia 03/03/2006 - Matéria atualizada em 03/03/2006 às 00h00

| DA FOLHA ONLINE O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, deve deixar a equipe do presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o dia 31 deste mês. A sua saída foi autorizada ontem num encontro com o presidente Lula. Agnelo deve sair candidato ao governo do Distrito Federal pelo PCdoB. Integrantes do PCdoB informaram que o presidente Lula está disposto a apoiar a candidatura de Agnelo. No entanto, o diretório do PT do Distrito Federal ainda não informou se apoiará a candidatura de Agnelo. A Folha Online apurou que um grupo do PT está disposto a lançar candidato próprio ao governo do Distrito Federal. Entre os nomes cotados a assumir a chapa do PT está Geraldo Magela, que já disputou e perdeu o governo do Distrito Federal nas eleições de 2002, para o atual governador Joaquim Roriza, em uma disputada eleição. Desincompatibilização Com essa confirmação, Agnelo é o primeiro integrante do primeiro escalão do governo a oficializar sua saída. Outros ministros já sinalizaram a intenção de deixar o governo. Entre eles estão os ministro Jaques Wagner (Relações Institucionais) e Alfredo Nascimento (Transportes). Wagner quer disputar o governo da Bahia pelo PT. Nascimento quer disputar o governo do Amazonas pelo PL. Pela legislação eleitoral, 31 de março é o prazo máximo para a desincompatibilização dos ocupantes de cargos públicos que querem se candidatar ao pleito deste ano, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral. Ciro e Hélio Costa Os rumores em Brasília apontam ainda para as saídas dos ministros da Integração Nacional, Ciro Gomes, que já admitiu a possibilidade de se candidatar a deputado federal pelo Ceará e do ministro das Comunicações, Hélio Costa, cotado para disputar o governo de Minas Gerais pelo seu partido, o PMDB. Outros nomes que podem deixar o governo são os ministros Paulo Bernardo, do Planejamento, e José Fritsch, ministro da Pesca. Bernardo é um dos nomes fortes do PT para a disputa ao governo do Paraná. Fritsch já foi indicado pelo PT de Santa Catarina para a disputa do governo do Estado. Segundo fontes do governo, o presidente Lula vai cobrar, a partir de agora, uma definição mais rápida dos ministros que querem se candidatar. Lula pretende fazer uma reforma ministerial sem traumas para a governabilidade, tão logo seja estabelecido quem sai, após o prazo final para a desincompatibilização.

Mais matérias
desta edição