app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Política

Wanderley � o virtual vice do “frent�o”

PETRÔNIO VIANA MÁRIO LIMA Repórter e Editor “Aceito a missão [de ser candidato a vice-governador] se for do interesse do grupo, mas não é a minha vontade. Quero participar da formulação do projeto de governo para as políticas na área de Saúde”, afirmou

Por | Edição do dia 06/04/2006 - Matéria atualizada em 06/04/2006 às 00h00

PETRÔNIO VIANA MÁRIO LIMA Repórter e Editor “Aceito a missão [de ser candidato a vice-governador] se for do interesse do grupo, mas não é a minha vontade. Quero participar da formulação do projeto de governo para as políticas na área de Saúde”, afirmou ontem à Gazeta, após uma cirurgia de rotina, o médico cardiologista José Wanderley Neto, candidato derrotado às eleições para a Prefeitura de Maceió, em 2004, e militante honorário do PMDB. Amigo e conselheiro político do presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros, este famoso médico alagoano, natural de Cacimbinhas, 57 anos, é o virtual candidato de Renan à vaga de vice, apesar da imposição da verticalização, já que o PMDB não compõe com o PSDB do pré-candidato ao governo de Alagoas, senador Teotonio Vilela Filho, nem com o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), candidato sub judice ao Senado pelo mesmo “frentão”. O vice na composição, como já foi revelado por Lessa e Téo, partirá da indicação de Renan, que não esconde sua preferência pelo nome de Wanderley. ### Ex-prefeita continua no DF na espera da posição de Renan A ex-prefeita de Arapiraca Célia Rocha (PSDB) está em Brasília para se reunir com o senador Renan Calheiros (PMDB). Na pauta da conversa, a sua adesão, como candidata, na chapa do senador Teotonio Vilela Filho (PSDB) para o governo do Estado. A reunião estava marcada para a manhã de ontem mas, devido à morte da mãe do senador Arthur Virgílio (PSDB-RJ), teve que ser adiada, pois o senador esteve presente ao enterro, no Rio. Ontem, por meio de sua assessoria, o senador comentou a possibilidade de Célia Rocha compor com o “frentão” na disputa pelo governo do Estado. “Em política, não se pode precipitar e ninguém tem bola de cristal, mas certamente haverá espaço para Célia Rocha no “frentão” porque ela é muito ligada ao Téo e tem tradição política”, disse. |PV ///

Mais matérias
desta edição