app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Política

PF prende acusado de matar promotor

GILVAN FERREIRA Repórter Uma equipe da Polícia Federal prendeu ontem à tarde o sargento PM Raimundo Henrique Medeiros, o sargento Medeiros, acusado de pistolagem (crimes por encomenda), com envolvimento em mais de 30 assassinatos, entre eles, o

Por | Edição do dia 12/04/2006 - Matéria atualizada em 12/04/2006 às 00h00

GILVAN FERREIRA Repórter Uma equipe da Polícia Federal prendeu ontem à tarde o sargento PM Raimundo Henrique Medeiros, o sargento Medeiros, acusado de pistolagem (crimes por encomenda), com envolvimento em mais de 30 assassinatos, entre eles, o do promotor público de Cupira (PE), Rossini Alves; o amante da ex-primeira-dama de Satuba, Fátima Pedroza, Carlos André Fernandes Santos; o policial civil Robson Rui; o pistoleiro Cícero Belém; e o assessor parlamentar Baré-Cola. Além de uma série de crimes como roubo, receptação e formação de quadrilha. A prisão do sargento Medeiros aconteceu em um trecho da Rua Barão de Jaraguá, a cerca de 500 metros do prédio-sede da Polícia Federal, no bairro de Jaraguá. Segundo o delegado federal Joacir Avelino, uma denúncia anônima levou os policiais federais ao local onde o sargento Medeiros negociava a compra de um veículo Palio, por R$ 20 mil. No momento da prisão, o militar estava acompanhado do irmão Evandro Medeiros, em um veículo Vectra, placa LBZ 4260. Segundo os policiais federais que participaram da operação, o sargento Medeiros vinha sendo monitorado, mas sua prisão teria sido antecipada pelo “audácia” do militar, que considerava que as buscas para prendê-lo teriam sido deixadas de lado pela Polícia Federal. O sargento Medeiros também teria facilitado a sua localização pelos constantes contatos com a sua namorada, identificada como Dalba. Ele estava foragido desde o dia 23 de fevereiro, quando foi avisado da decretação da sua prisão pelos juízes do Núcleo de Combate ao Crime Organizado (NCCO). ///

Mais matérias
desta edição