app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Política

P-SOL lan�a candidatos contra Lyra e T�o

| ODILON RIOS Repórter A consolidação da candidatura da senadora Heloísa Helena, mentora e criadora do P-SOL, à Presidência da República, tem reflexo na política local. Em Alagoas, militantes de seu novo partido já escolheram o advogado Ricardo Barbosa

Por | Edição do dia 23/04/2006 - Matéria atualizada em 23/04/2006 às 00h00

| ODILON RIOS Repórter A consolidação da candidatura da senadora Heloísa Helena, mentora e criadora do P-SOL, à Presidência da República, tem reflexo na política local. Em Alagoas, militantes de seu novo partido já escolheram o advogado Ricardo Barbosa e o professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) Otávio Cabral para disputar as eleições, contra os dois pesos pesados da política local: o senador tucano Teotonio Vilela Filho (PSDB), do “frentão”, e o deputado federal João Lyra (PTB), do “chapão”. Se depender dos votos puxados para a Presidência da República, eles já começam bem. Na última pesquisa do Gape, a senadora bate o tucano Geraldo Alckmin, e chega no calcanhar de Lula em segundo lugar. Barbosa sairá ao governo; Cabral, ao Senado. Depois de se desentender com membros do PSTU, Barbosa deixou o partido logo após as eleições de 2004; o professor Otávio Cabral entra na sua primeira eleição. O avanço da violência em Alagoas atingiu sua família ano passado: seu filho Guilherme Cabral foi executado em novembro. ### PSDB e PTB não podem falar de empregos Na lógica do plano de governo do P-SOL, mudança no modelo econômico também implica em mudança de nomes a disputar as eleições. Para Ricardo Barbosa e Otávio Cabral, Téo Vilela e João Lyra não se encaixariam neste perfil. “João Lyra e Téo Vilela falarem de geração de empregos é, no mínimo, desonesto. Eles não podem querer ser os defensores do emprego se eles são os responsáveis pelo desemprego em Alagoas”, explicou Barbosa. OR ///

Mais matérias
desta edição