app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Política

Prefeitos ter�o repasse de R$ 1,4 bilh�o

| ANDREZA MATAIS Folha Online Brasília - Os presidentes da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se comprometeram a aprovar o aumento do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de 22,5% para 23,5%. Essa me

Por | Edição do dia 26/04/2006 - Matéria atualizada em 26/04/2006 às 00h00

| ANDREZA MATAIS Folha Online Brasília - Os presidentes da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se comprometeram a aprovar o aumento do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de 22,5% para 23,5%. Essa medida, anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, representará um aumento no repasse para os municípios de R$ 1,4 bilhão. “Nós vamos votar e aprovar a ampliação do FPM, pelo menos. Tenho consciência do impacto dessa medida para as prefeituras”, disse Aldo ontem durante a abertura da 9º Marcha em Defesa dos Municípios, em Brasília. Minirreforma A promessa de elevar os repasses do FPM para as prefeituras foi feita por Lula, na segunda-feira, 24, para representantes das prefeituras. A medida, entretanto, faz parte de uma projeto - apelidado de minirreforma tributária - que ainda precisa ser aprovada pelo Congresso. ### AMA: clima eleitoral não foi influência | PETRÔNIO VIANA Repórter A prefeita de Feliz Deserto e presidente da Associação dos Municípíos Alagoanos (AMA), Rosiana Beltrão (PRP), declarou ontem não acreditar que a aceitação por parte do Congresso Nacional e do governo federal tenha sido motivada pela proximidade das eleições deste ano. Na opinião da prefeita, isso pode ser demonstrado pela presença de ministros, menor do que em anos anteriores, na abertura da IX Marcha em Defesa dos Municípios, ontem, em Brasília. “Isso não tem nada a ver com política partidária. A presença de ministros foi até menor do que nos outros anos, quando costumava ter uns 15 ou 20. Até o Lula não compareceu, mandou o Tarso [Genro, PT, ministro das Relações Institucionais] para representá-lo, o que não dá uma conotação política ao movimento. O trabalho está sendo feito com seriedade, sem envolvimento político”, argumentou Rosiana Beltrão. ///

Mais matérias
desta edição