app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Política

Teotonio come�a transi��o de governo

ODILON RIOS Repórter O governo de Teotonio Vilela Filho (PSDB) já deu a partida. Além de elaborar um programa com planos e metas já definidos, a nova gestão criou uma comissão de transição, que têm até o dia 1º de janeiro para entregar uma radiograf

Por | Edição do dia 08/10/2006 - Matéria atualizada em 08/10/2006 às 00h00

ODILON RIOS Repórter O governo de Teotonio Vilela Filho (PSDB) já deu a partida. Além de elaborar um programa com planos e metas já definidos, a nova gestão criou uma comissão de transição, que têm até o dia 1º de janeiro para entregar uma radiografia completa dos oitos anos da administração do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) e do atual Luis Abílio de Souza (PDT). É uma comissão bilateral, de um lado os representantes do atual governo – o secretário da Fazenda, Sérgio Dória; da Educação, Pedro Alves; e do Desenvolvimento Econômico, Petrúcio Bandeira – do outro, tucanos da tropa de elite e especialistas em suas áreas, que voltam à cena com a eleição de Téo. ### Educação, turismo, indústrias e agronegócios: prioridades O programa de governo de Teotonio Vilela foi tirado – segundo seu organizador, o ex-secretário Álvaro Machado –, em discussões com a sociedade civil organizada. Foram 14 oficinas temáticas e mais de 500 pessoas envolvidas, de maio a agosto deste ano, que reuniu especialistas, lideranças, profissionais e representantes de movimentos populares. O documento frisa que apesar das inovações, toda base foi construída no governo Lessa. ### Comissão inicia pelo Orçamento de 2007 O quartel-general das atividades das duas comissões é a vice-governadoria, no bairro da Gruta de Lourdes, que não teria estrutura suficiente para os trabalhos. De acordo com uma fonte do governo consultada pela Gazeta, e que não quis se identificar, faltam computadores, fotocopiadoras e fax. A luxuosa mansão no bairro da Gruta de Lourdes, que pertenceu a família Breda, tem piscina, sala de reuniões e, durante quatro anos, era o local onde o governador Luis Abílio (PDT) despachava, quando era vice do então chefe do Executivo, Ronaldo Lessa (PDT). ### Novo governo terá programas positivos Um dos documentos a que a Gazeta teve acesso foi sobre a formação da tão esperada Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), obrigatória para o Estado sair da zona de risco da aftosa. A Adeal é composta 170 funcionários entre técnicos agrícolas, veterinários, agrônomos e agentes de campo para compor a Agência e de 32 veículos para trabalhar especificamente com a defesa agropecuária; aquisição em parceria com o governo federal de quatro veículos para trabalhar com o Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). ### Secretários passam a chave do governo de forma silenciosa A comissão de transição que está recolhendo os dados do governo estadual para entregar ao governador eleito Teotonio Vilela Filho (PSDB) articula um trabalho silencioso. Os secretários Pedro Alves, Sérgio Dória e Petrúcio Bandeira receberam ordens de não revelar nada a respeito da movimentação dos papéis nem o conteúdo das reuniões diárias para a imprensa. ### Teotonio, Lessa e Renan: as idas e vindas de uma aliança A transição entre governos pode até ser maravilhosa, como se prega, mas nem sempre os ânimos entre os grupos dos senadores Teotonio Vilela Filho (PSDB), Renan Calheiros (PMDB) e do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) foram tão pacíficos assim. Isto porque os três sabem que a situação da máquina pública não anda tão boa e confortável quanto se imagina. ///

Mais matérias
desta edição